Prefeitura Municipal de Macaé

Secretaria de Agroeconomia

Censo agropecuário: IBGE realiza visita ao Assentamento Celso Daniel

2017-10-19 10:24:00 - Jornalista: Julie Silveira
Compartilhe:  
Imagem de profissional do censo cumprimentando agropecuarista
Foto: João Barreto
Secretaria de Agroeconomia acompanha ação do IBGE em Macaé

Cerca de 40 residências foram visitadas até o momento no Assentamento Professor Celso Daniel, primeira região recenseada no município de Macaé dentro do Censo Agropecuário, Florestal e Aquícola 2017, que começou dia primeiro de outubro. Ao todo, são 205 famílias instaladas na localidade, em um território de 450 mil metros quadrados. A prefeitura apoia a ação.

O levantamento é realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e a pesquisa pretende investigar informações em cerca de 5,3 milhões de estabelecimentos agropecuários em todo Brasil, levantando informações sobre agricultura, extração vegetal, silvicultura, criação de animais, entre outras. A Secretaria de Agroeconomia faz parte da Comissão Municipal de Geografia e Estatística, que visa acompanhar a ação em Macaé.

Feijão de corda, hortaliças e frutas são alguns dos alimentos produzidos na Fazenda Shalon, no Assentamento Celso Daniel. Os proprietários Raquel Campos e Saulo do Amaral destacaram a importância do Censo Agropecuário. "Acredito que as informações aqui coletadas são fundamentais, por isso, contribuímos no fornecimento dos dados da melhor forma possível. Nós precisamos de apoio e de visibilidade", pontuou Saulo, que há 14 anos produz na localidade.

De acordo com a coordenadora regional do IBGE, Taísa Sawczuk, Macaé conta com 81 setores, incluindo localidades tipicamente rurais, aglomerados, além de setor rural em área urbanizada. "Será realizada uma investigação em áreas urbanas para que sejam localizadas residências com características rurais. Uma localidade, por exemplo, instalada em área urbana, porém, com atividades e produções de hortaliças, criação de aves, entre outros, sendo elas destinadas, tanto para subsistência, como para comercialização, são consideradas residências rurais", explicou a coordenadora.

Os dados são coletados por meio de preenchimento de questionário eletrônico, sobre o total de estabelecimentos e o que cada um produz, além de utilização de pessoal e mão de obra; caracterização do produtor; distribuição e uso de terras, entre outros dados do setor, referidos ao período de primeiro de outubro de 2016 até 30 de setembro de 2017.

A divulgação de resultados está prevista para 2018 sobre quantidade e área total dos estabelecimentos agropecuários, utilização das terras, tratores, pessoal ocupado, efetivos da pecuária e produção animal, para todo Brasil e grandes regiões e unidades da federação.

A Comissão Municipal de Geografia e Estatística é formada pelo secretário de Agroeconomia, Alcenir Maia Costa, secretário Adjunto do Interior, Jocimar Gomes de Oliveira, representantes do Núcleo de Defesa do Animal e da Empresa de Assistência Técnica Extensão Rural (Emater) do Rio de Janeiro, além da coordenadoria regional do IBGE.

+ Mais Notícias
Busca

Destaque