Prefeitura Municipal de Macaé

Secretaria Municipal de Cultura

Cultura: ano de muitas programações para a população

2018-01-02 16:45:00 - Jornalista: Equipe Cultura e Secom
Compartilhe:  
Foto da Orquestra Popular de Macaé em ação
Foto: Equipe Secom
Manifestações artísticas consolidam ensino e propagação da identidade cultural marcada pela democratização

A Secretaria Municipal de Cultura é responsável por incentivar a produção cultural e promover integração, visando democratizar e facilitar o acesso às variadas produções e expressões artísticas na cidade. A valorização do patrimônio histórico material e imaterial também é uma atribuição dessa pasta. Macaé conta com um teatro municipal que, neste ano de 2017, recebeu um público de cerca de 25 mil pessoas, entre apresentações produzidas externa e internamente pelas equipes de trabalho vinculadas a esta secretaria. O teatro tem capacidade de 310 assentos. Em janeiro ficará fechado para manutenção, como acontece todos os anos, reabrindo em fevereiro.

São administradas pela secretaria de Cultura a Escola Municipal de Artes Maria José Guedes (Emart) e a Escola Municipal de Dança (EMDança), como também o Museu da Cidade de Macaé – Solar dos Mellos, as bibliotecas e os polos culturais Fronteira, o CriaSana e o recém-criado Polo da Serra, em Glicério.

Carnaval com Baile de Máscara

A Praça Veríssimo de Melo foi palco de mais uma ação da Secretaria de Cultura, o Baile de Máscaras, contextualizado na proposta de resgate ao Carnaval de rua, levando à população o encanto dos antigos carnavais. A maioria dos foliões era formada por crianças e idosos, que se alegraram ao som das marchinhas e se divertiram com o concurso de máscaras, onde jurados premiaram as melhores criações dentro das categorias 'Luxo' e 'Originalidade e Criatividade'.

A Orquestra Popular de Macaé (OPM), regida pelo Maestro Bruno Py, comandou o baile, relembrando as marchinhas e homenageando o eterno Pixinguinha, e dividiu o coreto com os atores Hélder Santana e Cláudia Byspo, que deram um show de apresentação, informando e interagindo com o público.

OPM homenageia Benedito Lacerda

A Orquestra Popular de Macaé (OPM) realizou, durante 2017, ensaios abertos, homenageando o flautista macaense Benedito Lacerda, pela passagem da data do seu nascimento:14 de março. Além de encantar o público relembrando sucessos do flautista, a apresentação da OPM também fez parte da programação cultural da II Semana do Artesão, promovida pela Secretaria Adjunta de Trabalho e Renda, em parceria com a Secretaria de Cultura.

No repertório rico e de arranjos inovadores, a OPM tocou várias composições de Lacerda, destaque para 'Vou vivendo', em parceria com o também memorável Pixinguinha, que retrata a vida boêmia e o amor da alma carioca do início do século XX.

'Música todo dia'

A Escola Municipal de Artes Maria José Guedes (Emart) iniciou a proposta 'Música Todo Dia', que consiste em apresentações musicais em que o público, além de apreciar, também pode participar. A iniciativa se divide em oficinas de canto, apresentação de estilos musicais, evidenciando o jazz e a bossa nova, camerata de violões e o quarteto com violoncelos.

'Música Todo Dia' aconteceu no foyer do Teatro Municipal de Macaé, onde também funciona o Café Arte. Somente às terças-feiras que o grupo de músicos transferiu a apresentação para o Benê Lá, na Praça Jorge Martins, no Mercado de Peixes, levando o melhor da Música Popular Brasileira.

Benê Lá no Mercado de Peixes

A Secretaria Municipal de Cultura voltou com as edições da proposta Benê Lá. Semanalmente, o melhor da Música Popular Brasileira foi apresentado na Praça do Mercado de Peixes, variando com artistas convidados, poesias, entre outras atrações.

Emart: 1,4 mil alunos

A vocação para as artes, em especial a música, é notável em Macaé, o que se confirma todos os anos pela contabilização crescente de matrículas na Escola Municipal de Artes Maria José Guedes. Os cursos oferecidos na escola são de música, teatro e pintura. O ensino gratuito ofereceu diversas modalidades. Nos cursos livres se matricularam esse ano em torno de 580 alunos. A escola é administrada pela Secretaria Municipal de Cultura e funciona no Centro Macaé de Cultura.

Cursos e alunos:

Curso Técnico em música (instrumentos musicais e canto) - 53 alunos;

Curso Técnico em teatro - 39 alunos;

Curso livre de música, instrumento musical e canto - 572 alunos;

Curso livre de teatro - 257 alunos;

Curso livre de pintura - 58 alunos;

Escola de dança - 398 alunos.

'Imbetiba Cultural'

A primeira edição do 'Imbetiba com Cultura" foi marcada pela diversidade de apresentações com objetivo de levar ao público, além da boa música, outras opções de lazer e descontração.

O projeto aconteceu às quintas, sempre às 17h30, na orla da Imbetiba, com apresentação fixa da Banda Benê Lá, formada por alunos e professores da Escola de Arte Maria José Guedes (Emart).

Plenária do Plano Estadual de Leitura

A IV Plenária do Plano Estadual de Leitura, Livros, Literatura e Bibliotecas (PELLLB/RJ) reuniu no Teatro Municipal de Macaé, setores da Cultura e Educação visando à criação de uma lei estadual para garantir metas, objetivos e orçamento voltados a estes setores. O debate trouxe a Macaé o subsecretário de Estado de Cultura, Aldo Mussi, o superintendente de Leitura e Conhecimento, Juca Ribeiro e a coordenadora do Sistema Estadual de Bibliotecas, Renata Costa.

O plano, que teve início em agosto de 2016, está fundamentado na Política Nacional do Livro, no Plano Nacional do Livro e no Sistema Estadual de Cultura do Rio de Janeiro, que privilegia estratégias e ações de incentivo à leitura e de formação de leitores como fator de cidadania e ferramenta para a conquista de melhores índices de desenvolvimento humano e social. Cada plenária é parte de preparação do documento. Os esforços e de desenvolvimento do PELLLB/RJ são para sistematizar as ações, projetos e programas que contribuam para melhorar os índices de leitura no estado do Rio.

Jornada Cultural e Pedagógica na serra

O distrito de Glicério foi palco da I Jornada Cultural e Pedagógica da Serra de Macaé em maio. A ação foi promovida pela Secretaria de Cultura e teve como objetivo a realização de projetos da Biblioteca Pública Municipal Henriqueta Marotti. A jornada foi desenvolvida em parceria com o Colégio Estadual Municipalizado Raul Veiga. As ações da biblioteca são integradas às secretarias municipais e outras instituições, com a proposta de informar, formar e capacitar crianças, jovens e adultos por meio de palestras, oficinas e outras atividades educativas, visando sensibilizar para o ato da cooperação.

Polo de cultura na serra

A serra ganhou um novo polo cultural para atender a população. O espaço foi inaugurado em Glicério e, a partir de 2018, vai oferecer, gratuitamente, aulas de música, teatro e dança para a população. O Polo Cultural tem como objetivo levar aos moradores da região serrana eventos que promovam a arte no local.

Oficina de acrobacia aérea no Sana

Crianças e adultos do distrito do Sana começaram a ter aulas de acrobacia aérea. A oficina, oferecida gratuitamente aos moradores, acontece no Espaço Cria Sana com a acrobata Durga Del Moral.

Aos moradores do Sana também foram proporcionadas aulas de zumba, balé e graffiti. “Como meta para o ano de 2018 vamos ampliar o atendimento com a abertura de mais 500 vagas, para serem distribuídas entre os polos de cultura, incluindo o Polo da Serra, inaugurado em dezembro. As inscrições serão abertas neste mês”, sinaliza o secretário de Cultura, Thales Coutinho.

Biblioteca no polo de Cultura da Fronteira

Mais um espaço para a leitura e busca do conhecimento foi inaugurado. A Prefeitura de Macaé contemplou a população com o Espaço-Biblioteca, no Polo de Cultura Fronteira, que oferece também atividades esportivas, dança e arte.

O polo atende cerca de 400 alunos e com o novo espaço, o serviço se estendeu à comunidade em geral, funcionando como referência no auxílio de atividades escolares, leitura, pesquisa, empréstimos e elaboração de projetos.

Biblioteca no bairro Aeroporto

O novo espaço da Biblioteca Professora Tarsila Poiares Carneiro da Silva, na praça principal Nagib Mussi, no bairro Parque Aeroporto, foi entregue ao público em 2017. A localização central da biblioteca facilita a demanda, atendendo tanto o Aeroporto como os bairros vizinhos.

Com um acervo de livros atualizados e obras de literatura, dicionários, enciclopédias, além de uma grande variedade de revistas, CDs e jogos didáticos, o espaço se destaca por contribuir com a ampliação de saberes e formação da cidadania.

+ Mais Notícias