Prefeitura Municipal de Macaé

Secretaria Municipal de Cultura

Vocação portuária de Macaé é tema de livro

2018-10-10 12:14:00 - Jornalista: Equipe Secom
Compartilhe:  
Foto de Ricardo Meirelles
Foto: Rui Porto Filho
Obra é do escritor e teatrólogo Ricardo Meirelles e será lançada nesta quinta-feira (11)

O escritor e teatrólogo, Ricardo Meirelles, lança nesta quinta-feira (11), às 18h, no Solar dos Mellos – Museu da cidade de Macaé, o livro ‘Macaé Portuária – A luta de uma cidade por seu porto’. A obra, que tem o apoio da prefeitura, por meio da Secretaria de Cultura, baseia-se em pesquisa científica que abrange o período do final dos século XIX até os dias atuais e enfoca os saltos de desenvolvimento político, econômico, social e cultural, ocorridos após a consolidação de portos na cidade.

Segundo o historiador, a pesquisa partiu da curiosidade de um grupo de visitantes ao Solar dos Mellos – Museu da cidade de Macaé, em 2017, quando Meirelles exercia a função de direção deste espaço. “Eles queriam saber sobre a história da Casa da Alfândega e percebi aí uma lacuna. Não tínhamos informações disponíveis. Então, iniciei a pesquisa em 2018”, disse Ricardo Meirelles.

O pesquisador explica que, no final do século XIX, quando ocorreu a estruturação e consequente aumento da movimentação de carga agrícola, especialmente sacas de café, pelo ‘Porto Natural de Macaé’, um recôncavo localizado no bairro Imbetiba, verifica-se um desenvolvimento populacional. Esse crescimento, não apenas quantitativo, como também qualitativo, mostrou o prestígio político e cultural do município antes e após a criação de um posto alfandegário. Pelo Porto Natural eram escoadas as produções cafeeiras que vinham principalmente de Cantagalo-RJ, sacas transportadas por burros, e também de Glicério, distrito da Região Serrana de Macaé, por balsas através do Rio Macaé.

"Das décadas a partir de 1950 às do início dos anos 1980, por exemplo, os empregos vinham principalmente da Fábrica Lince, de bebidas, e das indústrias têxteis. Suas gestões eram locais. A partir de 1980, com a implementação da indústria de petróleo e gás, as grandes redes de lojas e hotéis de bandeiras internacionais vieram para a cidade. Com a criação do Porto de Imbetiba, houve um momento de força econômica. Agora estamos em outro, no qual um terminal portuário poderia vir a marcar uma nova fase de desenvolvimento. Mas, atualmente, com uma consciência ambiental que faltava nos momentos anteriores", completa Ricardo.

O Solar dos Mellos está localizado na Rua Conde de Araruama, 248, no centro da cidade.

+ Mais Notícias