Prefeitura Municipal de Macaé

Secretaria Adjunta de Ensino Superior

Faculdades promovem evento em defesa dos surdos

2017-09-18 16:18:00 - Jornalista: Elis Regina Nuffer
Compartilhe:  
Imagem com o alfabeto em libras
Foto: Reprodução
'Conhecendo o mundo dos surdos' será promovido nesta terça na Cidade Universitária

O mês de setembro é amarelo para chamar a atenção da depressão e suicídio, mas é azul em defesa dos direitos dos surdos. Para envolver a sociedade nessa causa, a Faculdade Miguel Ângelo da Silva Santos (FeMASS) e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) convidam a população para participar do “Conhecendo o mundo dos surdos: Setembro Azul”, que será realizado nesta terça-feira (19), às 19h30, no Auditório Claudio Ulpiano, Bloco A, Cidade Universitária. A entrada é gratuita. Os interessados em participar precisam fazer inscrição pelo link bit.ly/educacaosurdos e todos receberão certificado. A organização é das professoras de Libras da FeMASS e UFRJ, respectivamente, Elioenai Mônica de Jesus Duarte e Cristiane Dantas, e da diretora da faculdade municipal, Claudia de Magalhães Leite.

A programação contribui para a discussão da inclusão social dos deficientes auditivos e a importância da Linguagem Brasileira de Sinais (Libras) na vida deles, pois se relacionam produzindo sinais e com expressões faciais e/ou corporais e assim descobrem o mundo linguístico e cognitivo. É importante também que as pessoas não surdas conheçam a Libras. O Setembro Azul quer mostrar para o mundo que os surdos podem fazer qualquer coisa, só não podem ouvir.

O Dia Nacional do Surdo é 26 de setembro, data em que são relembradas as lutas históricas dos surdos por melhores condições de vida, trabalho, educação, saúde, dignidade e cidadania. Internacionalmente, o dia é lembrado em 30 de setembro, mas no Brasil, a data lembra a inauguração da primeira escola para surdos no país, em 1857, no império de D. Pedro II, com o nome de Instituto Nacional de Surdos Mudos do Rio de Janeiro, atual Instituto Nacional de Educação de Surdos (Ines).

As ações convidam as pessoas a usarem a fita azul, que foi introduzida em Brisbane, na Austrália, em julho de 1999, no Congresso da Federação Mundial dos Surdos, quando famílias ouvintes sensibilizaram para a luta dos surdos. Atualmente, existem cursos e até dicionário de Libras. A Cidade Universitária está localizada à Rua Aloísio da Silva Gomes, 50, Bairro Granja dos Cavaleiros.

Programação

Apresentadora e moderadora Mylena Schuab, aluna surda do IFF-Macaé.

20h – Mesa de abertura composta por Cláudia Leite (diretora) e Sérgio Gonçalves, professor da FeMASS; e Cherrine Pires (UFRJ-Macaé).

20h15 – Mesa-redonda “Conhecendo o mundo dos surdos: reflexões, possibilidades e lutas”, com os convidados André Conceição (Federação Desportiva dos Surdos do Estado do Rio de Janeiro e Confederação Brasileira de Desportos de Surdos – FDSERJ/CBDS); Bruna Carneiro (UFF); Erick Rommel (UFRJ-Macaé); Isabel Torre, da Associação Macaense de Apoio ao Deficiente Auditivo; e Marcus Pinheiro (Universo/Secretaria Municipal de Educação de Macaé). O encerramento será com atividade cultural.

+ Mais Notícias
Busca

Destaque