Secretaria de Mobilidade Urbana

Mobilidade Urbana realiza Blitz Educativa na volta às aulas

2019-08-01 10:56:00 - Jornalista: Catarina Brust
Compartilhe:  
Imagem de crianças sendo orientadas sobre o trânsito
Foto: Rui Porto Filho
Ação reforça cuidados com a segurança das crianças nas vias da cidade

Na volta às aulas, é importante reforçar a importância dos cuidados nas vias públicas tanto para os motoristas, pedestres e ciclistas. Com esse foco, a Secretaria de Mobilidade Urbana realizou Blitz Educativa no horário da entrada dos estudantes, nos turnos da manhã e tarde, da Escola Municipal de Educação Infantil (EMEI) Anna Benedicta da Silva Santos, na quarta-feira (31). A equipe da Educação no Trânsito atuou no local orientando e distribuindo material educativo.

Para o secretário de Mobilidade Urbano, Carlos Roberto Lima Oliveira, o momento de retorno às aulas é oportuno para reforçar os cuidados que se deve ter com as crianças e adolescentes.

“Nessa ação, realizamos um trabalho de reforçar aos pais e responsáveis a importância dos cuidados com a segurança das crianças na hora de sair do carro, no transporte e ao trafegar nas vias. São medidas educativas que têm a finalidade de melhorar a segurança no trânsito”, explicou o secretário.

A agente de trânsito e integrante da equipe da Educação no Trânsito, Josiana Wilme, destaca que, durante a ação, é distribuído material educativo para os pais e motoristas, com folders de educação no trânsito, focando no comportamento humano e sacolas de lixo veicular.

“Com o retorno às aulas achamos pertinente relembrar aos pais o carinho e atenção que eles devem ter com a segurança das crianças nas vias. No caso dos veículos, nunca esquecer o material de retenção (bebê conforto, cadeirinha ou acento suspenso), de acordo com a faixa etária. No caso das bicicletas, adaptação de acento adequado e capacete para as crianças. E o pedestre sempre fazer a travessia na faixa, não havendo faixa, deve-se atravessar em linha reta, longe das esquinas e mais próximo possível das escolas”, detalhou.

Além disso, os pais e responsáveis devem evitar abrir as portas traseiras do veículo que derem acesso à rua, procurando usar as portas que dão acesso às calçadas.

Pais e alunos aprovam ação

Os alunos e pais da EMEI Anna Benedita gostaram da ação. Jhully L. Soares, de 5 anos, já sabe dos cuidados que se deve ter ao atravessar a rua e gostou da ação realizada pela Blitz Educativa.

“Eu acho importante sim. Para atravessar a rua tem que olhar para um lado e depois para o outro e atravessar na faixa. Tem que colocar o cinto de segurança também quando andar no carro. E outra coisa, tem que ajudar os velhinhos a atravessar a rua”, contou a menina que mora no Centro.

Já Michele Silva (40), moradora da Aroeira, acompanhou o filho Fernando Cortes Neto (2 e meio) na volta às aulas. “Essa ação é um alerta para muita gente. Não se deve atravessar a rua correndo, deve-se atravessar na faixa. E os motoristas devem respeitar os pedestres quando eles estão aguardando para atravessar na faixa, muitos não respeitam e não param o carro”, disse.

Damaris Arias (38), mãe da aluna Vitória, gostou muito da Blitz Educativa. “O trabalho é muito bom, pois eles abordaram, em primeiro lugar, minha filha sobre a questão de atravessar na faixa. A postura da agente é muito boa nesse contato com as crianças. Além disso, ela tirou dúvidas minhas sobre o transporte no carro da minha outra filha de 1 ano e quatro meses”, afirmou.

Na entrada e saída dos turnos da EMEI Anna Benedita, um agente de trânsito da Mobilidade Urbana auxilia na organização do tráfego e na travessia dos estudantes e seus responsáveis. A escola tem 380 alunos, de 2 a 5 anos, no Maternal I e II e Pré-escolar I e II.

A diretora da unidade escolar, Gisele Abreu, lembrou que a escola está localizada numa rua de grande movimento (Rua Velho Campos). “Nós fazemos muitas atividades fora da escola em aulas/passeio, como no entorno da praça, e vamos andando com os alunos. Essa atividade é importante para eles conhecerem as leis de trânsito. É preciso atenção para trafegar nas vias”, ressaltou.

O setor de Educação para o Trânsito da Secretaria de Mobilidade Urbana atua com a realização de palestras sobre "Segurança no trânsito”, além da “Escolinha de trânsito”. Interessados em agendar a visita da equipe podem entrar em contato pelo telefone 2762-7333.

Resolução 277 do Contran - Essa Resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) determina que as crianças menores de dez anos devem ser sempre transportadas nos bancos traseiros dos veículos usando individualmente cinto de segurança. Até os sete anos e meio, elas devem utilizar o equipamento de retenção adequado (bebê conforto, cadeirinha ou assento de elevação). Confira o dispositivo indicado para cada faixa etária:


  • Até um ano: bebê conforto;

  • De um a quatro anos: cadeirinha;

  • De quatro a sete e meio anos: assento de elevação;

  • De sete e meio a dez anos: cinto de segurança no banco traseiro;


Após dez anos: já pode ser transportada no banco dianteiro, sempre com cinto de segurança.

Esses dispositivos são projetados para reduzir o risco de morte ou lesão grave para as crianças em casos de colisão ou de freada brusca do veículo. Os motoristas que forem flagrados transportando crianças sem respeitar essas condições podem ser multados (a infração é classificada como gravíssima) e ter o veículo retido até que a irregularidade seja corrigida.

As exigências relativas ao uso dos dispositivos de retenção no transporte de crianças não se aplicam aos veículos de transporte coletivo (como ônibus), transporte escolar, veículos de aluguel, táxis e aos demais veículos com peso bruto total acima de 3,5 toneladas.

+ Mais Notícias