Mercado de Peixes  Solar dos Mellos Rio Macaé Praia dos cavaleiros Pico do Frade Cidade universitária Vista aérea de Macaé Mercado de Peixes  Solar dos Mellos Rio Macaé Praia dos cavaleiros Pico do Frade Cidade universitária Vista aérea de Macaé Mercado de Peixes  Solar dos Mellos Rio Macaé Praia dos cavaleiros Pico do Frade Cidade universitária Vista aérea de Macaé

Acesso Rápido



Como Chegar

Destaque

Notícia



Bolsa Família: frequência escolar de dez mil alunos é acompanhada

17/09/2013 15h56 - Jornalista: Alexandre Bordalo
  • Compartilhe:
 Enviar Notícia por e-mail

Bolsa Família: frequência escolar de dez mil alunos é acompanhada

Seu Nome:
Seu E-mail:
Nome do destinatário:
E-mail do destinatário:
Comentários:

Foto: Divulgação
Palestra é ministrada na Escola Municipal Onilda Maria da Costa para beneficiários do Bolsa Família
Para elevar a escolarização e combater a repetência e a evasão escolar de crianças e adolescentes com idades entre seis e 17 anos, a Coordenação de Frequência do Programa Bolsa Família acompanha a frequência de 10.923 estudantes, de cerca de 7.500 famílias assistidas pelo programa em Macaé. A coordenação é uma parceria da prefeitura com o governo federal.

A frequência escolar de crianças e jovens é um dos compromissos das famílias, além de ser uma condicionalidade para receber o benefício. Isso se dá pela Secretaria Municipal de Educação, por intermédio de parceria do Programa Bolsa Família com os diretores das instituições de ensino. Assim é realizado o acompanhamento. Os outros compromissos referem-se às áreas de Saúde e Assistência Social.

Desses 10.923 estudantes, 1.239 são favorecidos do Benefício Variável Jovem (BVJ). São adolescentes com idades de 16 e 17 anos. Os outros 9.684 restantes são beneficiários na modalidade Bolsa Família Anterior (BFA). Inclui meninos e meninas com idades entre seis e 15 anos.

Segundo a coordenadora municipal do Programa Bolsa Família na Educação, Eloisa de Carvalho Castor, a coordenação de frequência atua nas escolas públicas, a nível federal, estadual e municipal, e particulares.

- Se as famílias não cumprirem esses compromissos, terão seus benefícios bloqueados, suspensos ou cancelados – pontua ela, enumerando algumas obrigações dos pais e responsáveis pelos filhos e filhas na escola.

Estas são: matricular as crianças e adolescentes na escola, zelar para que a criança e o adolescente de seis a 15 anos tenha pelo menos 85% de frequência na escola, que o jovem de 16 e 17 anos tenha 75% de frequência e outras.

Eloísa ressalta que o dinheiro recebido do Programa Bolsa Família é para o alívio imediato de algumas necessidades dos beneficiários, porém não ficará para sempre como uma ‘herança’. “A educação é a possibilidade de emancipação social, de autonomia e de formação para um futuro melhor, com mais qualidade de vida”, enfatiza.

Para concluir, a coordenadora municipal do Programa Bolsa Família na Educação diz que o acompanhamento e o registro são feitos no sistema Presença PBF do Ministério da Educação e Cultura (MEC) de frequência. “É adotada uma política de trabalho articulada com as escolas para uma coleta fidedigna de dados concernentes à frequência desse público”, completa.
+ Notícias 


Rodapé

Prefeitura Municipal de Macaé
AV. Presidente Sodré, 534, Centro
CEP: 27913-080 - Tel.: (22) 2791-9008