Casa da Criança oferece apoio sobre aleitamento materno

2019-08-08 12:05:00 - Jornalista: Equipe Secom
Compartilhe:  
Foto: Maurício Porão
Fonoaudiologia, pediatria, psicologia, serviço social, nutrição e odontopediatria são disponibilizados

Equipe multidisciplinar de diversas áreas da saúde (fonoaudiologia, pediatria, psicologia, serviço social, nutrição e odontopediatria) ministra orientações sobre a importância da amamentação para famílias com mulheres na fase pós-parto. É o ambulatório de amamentação, que funciona na Casa da Criança e do Adolescente todas as quartas-feiras, às 13h30.

Segundo a psicóloga Roberta Batista, o ambulatório de amamentação é aberto e não precisa de agendamento ou encaminhamento. "Trabalhamos com demanda espontânea", frisa. Ela explica que esse trabalho surgiu da necessidade de acompanhar e orientar as puérperas, visando apoiar o aleitamento materno.

Entre os profissionais da equipe, sempre há um atendendo na Casa da Criança, mesmo em horários distintos do momento de funcionamento do ambulatório. As orientações são emitidas para mães e famílias com dificuldades no processo de amamentação. Tudo isso para que bebê e sua mãe tenham saúde garantida.

Como funciona?

A psicóloga Roberta afirma que o atendimento têm início em grupo, com orientações gerais. Depois disso, a assistência às pessoas se dá de modo pessoal ou individual, auxiliando famílias e mães em suas demandas específicas.

As principais queixas que ocorrem durante o ambulatório são as seguintes: correção de pega (se a criança machuca a mãe); confusão de bicos (especialmente o uso de chupetas); orientação referente à livre demanda (quando o público infantil mama na hora que quer); engasgos; mitos e verdades sobre a amamentação e aleitamento materno exclusivo.

"Recebemos ainda os bebês que tiveram alteração no teste da linguinha. Eles são avaliados pelo odontopediatra, que também é o profissional que realiza a frenotomia", completa a psicóloga. O endereço da Casa da Criança é Rua Dr. Télio Barreto 316, Centro. Telefone 2757-3363.

O valor da amamentação

Segundo a nutricionista e coordenadora da Divisão Especializada da Área Técnica de Alimentação e Nutrição (Catan) da Prefeitura de Macaé, Michelle Escobar, amamentar é importante tanto para o bebê, quanto para a mãe, pois envolve vínculo afetivo, saúde e menor custo.

Já a nutricionista Priscila Rocha, que atua no Setor de Nutrição da Casa da Criança, relatou que entre os muitos benefícios para a mãe que amamenta está a redução da hemorragia pós-parto, colaborando para ela voltar ao peso pré-gestacional. "O leite materno é um alimento completo que supera todas as necessidades macro e micro nutricionais, implicando que durante seis meses o bebê não precise ingerir outro alimento, nem água", completa.

Busca

Acesso Rápido

Destaque