Começa nesta terça adaptação para Educação Infantil

2020-02-03 15:25:00 - Jornalista: Joice Trindade
Compartilhe:  
Foto: Rui Porto Filho / Arquivo Secom
Período promove desenvolvimento de estratégias de forma significativa, lúdica e criativa

A partir da volta às aulas, nesta terça-feira (4), os alunos da Educação Infantil passarão por período de adaptação nas duas primeiras semanas. O objetivo é assegurar melhor acolhimento diante do processo de conhecimento do espaço escolar e estabelecimento de novos vínculos. Pais e responsáveis devem estar atentos, no período de 4 a 7 de fevereiro, os alunos das escolas de horário integral vão estudar no primeiro turno das 7h30 às 10h30, já as de horário parcial vão funcionar no primeiro turno, das 7h30 às 9h30 e no segundo turno, das 13h às 15h.

Na segunda semana de adaptação (10 a 14 de fevereiro), as aulas nas escolas em tempo integral serão das 7h30 às 14h30. Neste mesmo período, as escolas em tempo parcial vão atender das 7h30 às 10h30 (manhã) e das 13h às 16h (tarde). A Superintendência de Educação Infantil informa ainda que as refeições serão realizadas de acordo com cronograma.

De acordo com o secretário de Educação, Guto Garcia, a rede municipal segue as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. “O horário gradual foi estabelecido para toda a rede de Educação Infantil, sendo que o artigo 10º das Diretrizes prevê que as escolas de educação infantil devem criar procedimentos para acompanhamento pedagógico e avaliação do desenvolvimento das crianças, garantindo assim, a continuidade dos processos de aprendizagens, principalmente nos diferentes momentos de transição vividos por ela", pontuou.

A orientação da Superintendência de Educação Infantil para o período de adaptação é que o planejamento nas salas de aula seja flexível quanto a rotinas e horários com boa recepção e desenvolvimento de estratégias para envolver os alunos no processo de forma significativa, lúdica e criativa.

Segundo a Superintendente de Educação Infantil, Mariana Duarte, o ano letivo será marcado pelo cumprimento do currículo municipal definitivo a partir da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Para isso, foram repassadas aos diretores orientações para a semana de adaptação que abrangem questões como organização do trabalho interno após a saída das crianças, salas e demais espaços, atendimento e acolhimento aos pais e organização pedagógica, além de atividade extraclasse.

Entre as dicas destacadas estão construção coletiva do projeto institucional, compartilhamento de calendário escolar interno, organização dos horários, e apresentação de novas planilhas de documentação pedagógica (planejamento do professor integrador e de referência, diário de bordo e registros, além da planilha de escuta da criança). Os professores integradores e de Educação Física também recebem orientações.

"O processo de adaptação é essencial para as crianças, educadores e familiares. O processo de conhecer e estabelecer novos vínculos depende fundamentalmente da forma como a criança é acolhida. As equipes gestoras necessitam de um olhar ainda mais atento para o planejamento inicial e acolhimento da equipe de maneira que o trabalho possa fluir com tranquilidade", observou.

Busca

Acesso Rápido

Destaque