Educação participa de projeto de incentivo à leitura

2019-09-03 11:04:00 - Jornalista: Joice Trindade
Compartilhe:  
Foto: Rui Porto Filho
Cinquenta títulos com temas infantis e juvenis ficam a disposição dos alunos

Doze escolas municipais que atendem alunos do 5º ano estão recebendo o projeto 'Estante de Histórias', uma iniciativa realizada através da lei de incentivo à cultura Rouanet, com o patrocínio da empresa EDF Norte Fluminense e apoio da Secretaria de Educação. O projeto consiste na entrega de um móvel com 50 títulos com temas infantis e juvenis, cartilhas de atividades para os alunos, além de materiais para exercícios de rotina. O objetivo é incentivar a leitura e promover a sua democratização através da doação de acervos para escolas públicas.

Para contribuir com o funcionamento do 'Estante de Histórias' foi realizada, nesta segunda-feira (2), na Cidade Universitária, formação especial com gestores e profissionais que vão atuar com o projeto junto aos alunos. A programação contou com atividades de mediação de leitura ministrada pela escritora e professora, Marô Barbieri.

A finalidade foi estimular e facilitar o trabalho com o livro. Na oportunidade, Marô Barbieri destacou questões como a importância do treinamento, o cuidado com a mediação, como trabalhar personagens, a força da narrativa oral, a seleção do material, criação de histórias, importância da leitura e como se tornar um bom criador.

Entre os participantes estavam a contadora da Escola Municipalizada Córrego do Ouro, Maria Magdala das Chagas e a diretora Carla Oliveira. "Recebemos o 'Estante de Histórias' na última sexta-feira. Vamos trabalhar com nossos 213 alunos. Com certeza, o móvel e o material vão contribuir para o desenvolvimento da leitura", pontuaram.

As 12 escolas beneficiadas este ano são: Jacyra Tavares Duval (Novo Cavaleiros), Municipalizada Dolores Garcia Rodriguez (Mirante da Lagoa), Coquinho (Praia Campista), Amil Tanos (Morro de Santana), Fazenda Santa Maria (Horto), Nosso Senhor dos Passos (Botafogo), Ciep Municipalizado Professor Darcy Ribeiro (Nova Holanda), Aterrado do Imburo e Maria Cristina Castello Branco da Cruz (Cabiúnas). Da região serrana estão Córrego do Ouro, Fantina de Mello (Frade) e Escola Municipal Maria Augusta de Aguiar Franco (Bicuda Pequena).

"Parcerias como estas são fundamentais para reforçar a leitura e sua democratização. Além dos alunos, professores também devem receber atenção especial para incentivar e vivenciar técnicas criativas de leitura e escrita. Hoje, a rede municipal conta com o grupo HistoriArte, que são os contadores de histórias que percorrem os espaços escolares levando a mobilização em prol da leitura", destacou o Secretário de Educação, Guto Garcia.

Segundo a diretora de escola, Vera Shida, para formar leitores e estimular o hábito entre crianças, que estão sendo conquistadas pelos novos estímulos virtuais, é preciso dar acesso à literatura infantil de qualidade. "Para facilitar as atividades de leitura na sala de aula, na parte superior da estante há um compartimento com diversos elementos lúdicos relacionados ao acervo, que enriquecem a dramatização e interpretação de narrativas", ressaltou.

Busca

Acesso Rápido

Destaque