Feira de Responsabilidade Social começa na próxima terça

2012-05-03 16:14:00 - Jornalista: Erika Enne*
Compartilhe:  
Foto: Arquivo / Ana Chaffin
A Feira começa na próxima terça-feira (8) e segue até quinta-feira (10).

Pelo segundo ano consecutivo, a Cidade Universitária de Macaé vai receber a Feira de Responsabilidade Sócio Empresarial da Bacia de Campos, que chega a sua quinta edição. A Feira começa na próxima terça-feira (8) e segue até quinta-feira (10).

A montagem das tendas que vão abrigar os cerca de 60 expositores está adiantada, bem como a preparação dos stands que serão ocupados por empresas, ONGs, instituições sociais e de ensino e poder público. O espaço também está sendo adequado para o Fórum, que vai debater temas como sustentabilidade, política industrial e nova verde.

Para o jornalista Martinho Santafé e um dos idealizadores da Feira, o meio acadêmico é o local certo para se discutir ações e políticas sustentáveis.

- A universidade é o espaço de construção de futuros profissionais que precisam ter em mente que o desenvolvimento está atrelado a preservação das nossas riquezas naturais, ressaltou.

Segundo Martinho, neste ano a escolha do tema da feira “Desafios da Nova Economia” se deve em função da Rio+20 e da política adotada no país, especialmente no Estado do Rio de Janeiro, onde a industrialização vem se sobrepondo as culturas tradicionais.

- No Estado do Rio está sendo implementado um modelo insustentável e excludente da política industrial em prejuízo de comunidades que sobrevivem principalmente da pesca e da agricultura familiar. Tal modelo penaliza esses arranjos produtivos e seus principais protagonistas, marginalizando larga faixa da população, observou.

Para Martinho, é preciso que os gestores repensem este modelo econômico, já que o desenvolvimento pode acontecer mesmo com olhos para a manutenção dessas atividades que sempre marcaram a economia fluminense.

- Um exemplo claro dessa exclusão acontece na região Norte Fluminense, em São João da Barra, onde pequenos agricultores estão sendo pressionados a deixar suas casas e fonte de renda para a implantação de um porto e de indústrias com alto poder poluidor, como cimenteiras, siderúrgicas, entre outros. Temos ainda em Macaé outro exemplo dos pescadores que estão perdendo seu território para a indústria do petróleo. Apesar de um cenário pessimista, ainda somos um dos principais produtores de pescado e de leguminosas do estado do Rio. E o que temos feito por estes profissionais?, questionou.

Além das palestras que vão discutir estes e outros temas, a feira vai contar com Oficinas de Reciclagem, Workshop de RSE, Mostra de Cinema Ambiental, apresentações culturais de ongs, shows com artistas consagrados e talentos da região, Oficinas do Conhecimento com universidades e empresas e Mostra de Artesanato Regional com materiais reciclados. A Rede Nossa São Paulo, parceira da Revista Visão Socioambiental na região, também vai participar do evento, no dia 10, às 16h30, com palestra sobre o Programa Cidades Sustentáveis.

A feira é uma realização da Revista Visão Socioambiental com o patrocínio das prefeituras de Macaé e Rio das Ostras, Transpetro, Uenf e Sistema Firjan.

*Assessora de imprensa da Feira

Busca

Acesso Rápido

Destaque