Gestantes recebem kits e palestra sobre alimentação

2019-09-06 17:26:00 - Jornalista: Equipe Secom
Compartilhe:  
Foto: Mauricio Porão
Gestantes assistem palestra sobre alimentação

Vinte gestantes da região serrana receberam, na tarde desta quinta-feira (5), no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Serra, no distrito de Córrego do Ouro, kits contendo banheira, roupas, manta, fraldas e calças plásticas. A Prefeitura de Macaé, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social, Direitos Humanos e Acessibilidade, comprou os kits, com base no Decreto 66/2011.

"Este decreto preconiza os benefícios aos usuários, como aluguel social, cesta básica, kit natalidade e outros. Tudo isso por intermédio do atendimento da assistente social. Primeiramente, é feito o pedido para concessão dos benefícios com estimativa anual e a promoção de ganhos sociais", disse a coordenadora da Proteção Básica, que faz a gestão dos Cras, Tuany Carvalho,

Por uma alimentação saudável

O Cras da Serra, além de oferecer às gestantes os kits, levou a elas a palestra 'Promoção da alimentação e ganho de peso na gestação', apresentada pela nutricionista da Divisão Especializada da Área Técnica em Alimentação e Nutrição (Catan), da Prefeitura de Macaé, Carolina Pires. Ela teve o auxílio de duas estagiárias de Nutrição da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Segundo a nutricionista, o principal objetivo foi a prevenção de óbitos em gestantes, devido ao excesso de peso e seus distúrbios e doenças, como, por exemplo, a hipertensão arterial e a diabetes gestacional. "Atualmente, o Estado do Rio de Janeiro ocupa a sexta posição brasileira no ranking de mortes de gestantes. Isso é preocupante", assegura Carolina.

"Além do mais, queremos desconstruir a ideia comum nesse público de que a gestante deve 'comer por dois'. Buscamos em nossas palestras disseminar a consciência para aumentar o consumo de frutas, legumes e verduras, além de feijão. As gestantes são orientadas por nós quanto ao ganho de peso adequado na gestação", pontua.

Cras da Serra

De acordo com a coordenadora do Cras Serra (Córrego do Ouro), Amélia Rita, o órgão público reúne gestantes de dois em dois meses. Já houve instruções sobre outros temas, como “Planejamento familiar”, “Prevenção de doenças”, “Métodos anticoncepcionais”, “Lei Maria da Penha” e outros.

"Nosso objetivo é levar informação. Isso faz a diferença em prol da qualidade de vida. Além de combater as mazelas como conflitos familiares, baixa autoestima, problemas na gestação", informa ela, acrescentando que ainda busca, junto com as demais funcionárias do Cras, promover questões importantes como o vínculo mãe e filho, os afetos maternal e paternal.

Proteção Social Básica

A assistente social Suzana Barros, do Centro de Referência de Assistência Social de Córrego do Ouro, destacou que o Cras faz parte do Sistema Único de Assistência Social (Suas). "Nossa ideia é oferecer proteção social básica para famílias em situação de vulnerabilidade social, para evitar que casos de extrema pobreza se agravem. Queremos que todas as pessoas tenham acesso aos direitos sociais", explicou.

Alimentação balanceada

Para Greiciane Barros, de 25 anos, grávida de oito meses, as palestras abordam assuntos que são necessários para sua saúde e de sua filha Isadora, que virá ao mundo daqui a um mês. Já a gestante do sexto mês, Giovana Monteiro, que é técnica em enfermagem, moradora da Bicuda, considera que o assunto alimentação é importante.

Naiana Nunes, grávida no quinto mês, ressaltou que suas curiosidades sobre a questão nutricional foram resolvidas. Como exemplo de assuntos válidos apresentados durante a palestra 'Promoção da alimentação e ganho de peso na gestação', ela citou o combate ao colesterol e a necessidade de ingestão de mais legumes, verduras e frutas.

Busca

Acesso Rápido

Destaque