Laboratório de Matemática é atração na feira em Campos

2019-10-25 15:47:00 - Jornalista: Joice Trindade/Waleska Freire
Compartilhe:  
Foto: Divulgação
Espaço que funciona na Cidade Universitária tem atraído interesse de visitantes de toda região

O Laboratório Interativo de Educação Matemática Ana Kaleff (LEMAK) e o Museu Interativo Inclusivo de Educação Matemática (LEMi) ganhou reconhecimento na região e é uma das atrações VIII Semana Nacional de Ciência e Tecnologia de Campos, programação que será encerrada neste sábado (26), no Jardim São Benedito. O evento, que apresenta o tema "Bioeconomia: Diversidade e Riqueza para o Desenvolvimento Sustentável”, tem como um dos destaques o laboratório de Macaé, que utiliza materiais concretos de baixo custo (papel, papelão, canudos), que poderão ser manipulados por alunos e professores, que terão a facilidade de administrar em sala de aula.

Mesmo sendo recentemente inaugurado, o local, que funciona na Cidade Universitária, atraiu interesse de visitantes de toda região. Para os meses de outubro e novembro já foram confirmadas as visitas de escolas públicas nas cidades de Campos dos Goytacazes e Itaperuna. O espaço oferece aparelhos modeladores de situações matemáticas como jogos, ábacos, quebra-cabeças planos e espaciais com os quais o visitante poderá interagir. Quem quiser agendar a visita pode agendar pelo e-mail lemi@macae.rj.gov.br. O laboratório funciona às segundas, terças e quartas, das 9h às 17h30. Já às quartas e quintas, das 14h às 17h30.

Participantes da Semana de Ciência e Tecnologia de Campos, a coordenadora local do laboratório, Vanessa Arenari e o professor de Matemática, Sérgio Gonçalves, pontuaram que o convite para participação na feira foi uma surpresa positiva. "O reconhecimento do laboratório é fruto positivo de muito empenho. Muitas escolas e educadores estão interessados em conhecer mais de perto o trabalho do laboratório. O objetivo de levar a democratização e a popularização da Matemática está sendo alcançado", comentam.

Segundo o Secretário de Educação, Guto Garcia, que também é professor de Matemática, o funcionamento do laboratório é uma conquista para toda população. "A meta é propiciar aos alunos o entendimento na construção de significados em Matemática. Outra intenção é oferecer ainda oficinas interativas nas quais serão trabalhados os conteúdos escolares sob novo olhar. Para isso, laboratório também é espaço de formação continuada de professores, em especial de Matemática, por meio da parceria com a Faculdade Municipal Miguel Ângelo da Silva Santos (FeMMASS)", pontuou.

Mais sobre o laboratório - O laboratório também está à frente do projeto "Vendo com as mãos", através da parceria com a Pró-Reitoria de Extensão (PROEX/UFF). A proposta é desenvolver recursos didáticos manipulativos especiais de baixo custo destinados a alunos com deficiência visual. Outra proposta é destacar a inclusão de alunos com alguma deficiência nas salas de aula das escolas regulares.

O espaço tem a coordenação de Ana Maria Kaleff, reconhecida em todo país por ministrar cursos voltados para a área da Matemática, doutora em Educação e coordenadora do Laboratório do Ensino de Geometria da Universidade Federal Fluminense (UFF). Ela é fundadora do Laboratório de Ensino de Geometria no IME-UFF Niterói, e do museu LEGi.

Busca

Acesso Rápido

Destaque