Laboratório e Museu de Educação Matemática estão abertos para visitação

2019-09-30 12:59:00 - Jornalista: Elis Regina Nuffer
Compartilhe:  
Foto: Maurício Porão
Espaços funcionam na Cidade Universitária, entrada é gratuita

O Laboratório Interativo de Educação Matemática Ana Kaleff (Lemak) e o Museu Interativo Inclusivo de Educação Matemática (LEMi), da Secretaria de Educação, estão abertos a visitação pública. Os espaços foram inaugurados em setembro pelo secretário municipal de Educação, Guto Garcia, na Cidade Universitária. O horário de funcionamento é às segundas, terças e sextas-feiras, de manhã, das 9h às 11h30 e, à tarde, das 14h às 17h30; às quartas e quintas somente no turno da tarde, no mesmo horário. A entrada é gratuita.

A prioridade é atender alunos das redes pública e privada do município, mas toda a comunidade pode visitar e conhecer o Lamek/LEMi que funcionam de forma integrada no hall do prédio administrativo da Secretaria Municipal Adjunta de Ensino Superior, no térreo, facilitando o acesso de todos os cidadãos. Em parceria com a Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Federal Fluminense (Proex/UFF), a Secretaria Municipal de Educação desenvolverá no espaço o projeto “Vendo as Mãos” com recursos didáticos manipulativos especiais de baixo custo destinados a alunos com deficiência visual para garantir a Educação Inclusiva.

O objetivo é democratizar e popularizar os conhecimentos sobre a Matemática, disciplina considerada “bicho-papão” para muitos estudantes, além de auxiliar os professores da Escola Básica, em atuação nas salas de aula, para que tenham um novo olhar para trabalhar os conteúdos escolares. No Lamex/LEMi os visitantes podem interagir com os aparelhos modeladores de situações matemáticas como jogos, ábacos, quebra-cabeças planos e espaciais.

“O laboratório também é para a formação continuada de professores, em especial os de Matemática, por meio de parceria com a Faculdade Municipal Miguel Ângelo da Silva Santos (FeMASS). Trata-se de mais uma ação importante para a consolidação da Macaé como Cidade do Saber e do Conhecimento”, destacou o secretário Guto Garcia. A parceria com a FeMASS é fundamental porque a faculdade oferece, gratuitamente, o curso de graduação de Licenciatura em Matemática e o laboratório serve para as práticas universitárias.

Ainda de acordo com o secretário, no laboratório, os educadores participantes das formações terão a oportunidade de obter mais informações sobre o uso, em sala de aula, de materiais de baixo custo, como papel, papelão, canudos e outros que podem ser manipulados facilmente por alunos e professores.

“Sempre que estou em horário vago de aula venho aqui no Laboratório. É muito bom. Desperta a nossa curiosidade desde que olhamos de fora. Chama a atenção de quem passa por aqui. A Matemática precisa mesmo ser difundida e foi uma ótima iniciativa da prefeitura. Precisamos de mais oportunidades bacanas assim”, disse Ângelo Nunes, 21 anos, que tentará reingresso para o curso de Engenharia de Produção na FeMASS.

O espaço é coordenado por Ana Maria Kaleff, reconhecida em todo país por ministrar cursos voltados para a área da Matemática, doutora em Educação, coordenadora do Laboratório do Ensino de Geometria da UFF-Niterói e fundadora do museu LEGi. Ela coordena as atividades acadêmicas do Lemak/LEMi de Macaé juntamente com a coordenadora local, professora Vanessa Arenari Garcia.

Quem quiser informações pode ligar para (22) 3399.1800. A Cidade Universitária, onde funcionam o laboratório e o museu, está localizada à Rua Aloísio da Silva Gomes, 50, Granja dos Cavaleiros.

Busca

Acesso Rápido

Destaque