Macaé tem ações permanentes de combate ao Aedes

2019-03-11 11:37:00 - Jornalista: Tatiana Gama
Compartilhe:  
pessoas sentadas em cadeiras no térreo de um prédio
Foto: Divulgação
Visitas domiciliares buscam eliminar possíveis criadouros

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), ligado à Secretaria de Saúde, tem ações permanentes de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chicungunha. Nesta semana, serão realizadas visitas domiciliares, controle químico com carro fumacê, palestras, coleta e treinamentos de agentes com a Fiocruz, bloqueio de áreas com casos positivos, mutirão e reconhecimento geográfico. De janeiro a março de 2019, já foram visitados cerca de 62 mil imóveis.

As visitas domiciliares começam nesta segunda-feira (11) e prosseguem até sexta-feira (15), no bairro Visconde de Araújo. A localidade receberá ações de eliminação de criadouros, tratamento com larvicida, orientações e distribuição de material informativo. No mesmo período, as atividades continuam nos bairros Parque Aeroporto e Miramar com o controle químico do carro fumacê.

Já na quarta-feira (13), haverá palestra sobre o tema "Controle e Prevenção das Arboviroses", com famílias e crianças internadas no Hospital Público de Macaé. Na última sexta-feira (9), o debate foi realizado com gestantes na Igreja Santo Antônio.

Em parceria com a Fiocruz, o CCZ realiza também, esta semana, o levantamento de vetores, com instalações de armadilhas, coletas e treinamentos. A semana terá, ainda, mutirões nos bairros Lagomar, Parque Aeroporto, Fronteira, Malvinas, Imbetiba e Mirante da Lagoa.

Outra atuação é o bloqueio com medidas de controle mecânico por meio de eliminação de criadouros inservíveis, bem como proteção de depósitos de armazenamento de água. O controle químico é feito por meio de uso de larvicida em depósitos que não podem ser eliminados, além de inseticidas para eliminação do mosquito na fase adulta.

Os agentes de endemias também estarão realizando o trabalho de Reconhecimento Geográfico em diversos bairros até a próxima sexta-feira (15). O trabalho consiste na produção e atualização dos mapas dos bairros, numeração dos quarteirões, identificação de ruas e logradouros, quantitativos dos imóveis por tipo. A ação é uma condição essencial para a programação das operações de campo, de pesquisa entomológica (coletas de larvas) e tratamento químico.

O coordenador do Centro de Controle de Zoonoses, Flávio Paschoal, destaca que as ações acontecem em parceria com diversos órgãos da administração municipal. "Além das visitas aos imóveis, estamos atentos a materiais como pneus, em conjunto com a Secretaria de Ambiente e Sustentabilidade, e, também, terrenos baldios, em parceria com a Secretaria de Infraestrutura", acrescenta.

Cuidados - Para controlar a proliferação do mosquito, a orientação é manter os quintais sempre limpos, recolher, eliminar ou guardar longe da chuva todo objeto que possa acumular água, como pneus velhos, latas, recipientes plásticos, tampas de garrafas, copos descartáveis, entre outros. O lixo doméstico deve ser acondicionado em sacos plásticos e descartado adequadamente, em depósitos fechados.

Busca

Acesso Rápido

Destaque