'Não é não': campanha busca Carnaval sem assédio

2019-02-26 11:05:00 - Jornalista: Equipe Secom
Compartilhe:  
Foto: Gustavo Malheiros
Denúncias podem ser feitas pelo número 180 ou acionando a Patrulha Maria da Penha

"Não é não. Minha folia, minhas regras". A campanha pelo fim da violência sexual contra a mulher, realizada pelo Centro Especializado de Atendimento à Mulher (Ceam), ganha cada vez mais adeptos às vésperas do Carnaval. Nesta segunda-feira (25), os 15 associados do Polo Gastronômico dos Cavaleiros abriram as portas dos seus restaurantes para receber cartazes e panfletos.

"Nosso objetivo é informar e conscientizar a população para evitar casos de importunação, assédios, abusos e todas a formas de violência contra a mulher. E quando ocorrer, que elas tenham e saibam o caminho para denunciar, buscar ajuda", disse a Coordenadora do Ceam, Jane Roriz.

As denúncias podem ser feitas pelo número 180 ou acionando a Patrulha Maria da Penha pelos telefones 0800 282 2108, 99707-2085 e 2796-1328, que funcionam 24h. Também podem procurar o Ceam, que atende de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na Rua São João, 33, Centro (ao lado da Delegacia Legal), ou pelo telefone 2796-1045. E a Defensoria Publica, localizada na Rodovia do Petróleo, 1650, Km 4, Virgem Santa.

O presidente do Polo Gastronômico, Vitor Neves, ressaltou a importância da ação da prefeitura. "O Polo sempre apoia e incentiva movimentos sociais, e uma campanha com essa importância não ia ser diferente. Infelizmente nos deparamos todos os dias com casos de falta de respeito às mulheres e assédio. É preciso trazer essa conscientização e também divulgar para as mulheres onde elas podem buscar ajuda e apoio", afirmou Neves.

Além dos restaurantes, o Ceam leva a campanha para os blocos de rua. Com panfletos, abordagens e carimbo de "Não é não", o movimento tem despertado as mulheres e busca garantir um Carnaval saudável e divertido.

Busca

Acesso Rápido

Destaque