Prefeitura investe na alimentação dos alunos da rede

2019-05-07 16:22:00 - Jornalista: Joice Trindade
Compartilhe:  
Foto: Luís Gustavo Malheiros - Arquivo Secom
Município dá preferência à compra de alimentos produzidos pela agricultura familiar local

A Prefeitura de Macaé, através da Secretaria de Educação lançou nesta terça-feira (7) a Semana de Educação Alimentar, com o tema "Saúde e alimentação na escola: uma ação de cuidado". A programação foi iniciada durante a formação continuada para professores orientadores da rede municipal no auditório Cláudio Ulpiano da Cidade Universitária.

A Semana de Educação Alimentar está prevista na lei estadual 4.856, de 2006, e atende ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), sendo uma estratégia importante para promoção da alimentação saudável e adequada.

O objetivo é mobilizar os profissionais a participar da Semana de Educação Alimentar com atividades na segunda semana do mês de maio. A previsão é que a temática também seja trabalhada no decorrer do ano letivo em todas as unidades municipais. Durante o encontro, os educadores terão informações quanto à Semana de Educação Alimentar. A equipe da Coordenação de Alimentação Escolar irá apresentar caderno de atividades com sugestões, que também poderão ser desenvolvidas com os estudantes. A intenção é contribuir ainda para prevenção, promoção e atenção à saúde dos estudantes e comunidade escolar.

Merenda prioriza alimentos da agricultura familiar

Hoje, Macaé oferece diariamente café da manhã (desjejum), almoço, lanche da tarde e jantar para os estudantes do turno da noite. A rede municipal reforça as prioridades da utilização de verduras e legumes provenientes da agricultura familiar local.

Entre os gêneros da região oferecidos neste mês de maio para as escolas estão: repolho, inhame, couve, couve flor, batata doce, tomate, chuchu, salsa,cebolinha, abobrinha, além de caqui, banana, iogurte, requeijão manteiga e queijo minas.

Macaé segue a determinação da Lei 11.947/2009, que prevê a aplicação de 30% dos recursos da merenda escolar, provenientes do Governo Federal, na compra de produtos da agricultura familiar. A iniciativa fortalece o setor e contribui com o desenvolvimento social e econômico local.

A atuação dos produtores locais faz parte da ação integrada das secretarias de Agroeconomia e Educação. Segundo o secretário de Educação, Guto Garcia, o município dá preferência ao uso de alimentos naturais e frescos. "São priorizados os alimentos produzidos de acordo com as boas práticas agrícolas e de fabricação no município. Ganham os agricultores e os estudantes", ressalta o secretário.

Busca

Acesso Rápido

Destaque