Prefeitura utiliza novo larvicida contra mosquito

2019-06-05 17:59:00 - Jornalista: Genimarta Oliveira
Compartilhe:  
Foto: Rui Porto Filho
Além do novo larvicida, a Secretaria de Saúde utiliza outros produtos químicos e biológicos na eliminação do Aedes

A Prefeitura de Macaé intensifica a luta no combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. Nesta semana, agentes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), estão aplicando o novo larvicida contra o mosquito na cidade. Além do novo larvicida chamado Espinosade, a Secretaria de Saúde utiliza em paralelo outros produtos químicos e biológicos na eliminação do Aedes.

De acordo com o coordenador do CCZ, Flávio Paschoal além de atuar no controle do Aedes, é utilizado para eliminar as larvas do Aedes albopictus e Culex quinquefasciatus. “O larvicida é formulado em pastilhas de 1,35g com duas camadas, sendo uma camada efervescente para ação imediata e outra de liberação lenta para ação residual”, disse.

Ele acrescentou que o efeito residual é superior a 40 dias e cada pastilha tem a capacidade de tratar 200 litros de água, que em média é o total que os tambores de água utilizados para captação de água pode suportar.

"Mesmo com o uso de novos inseticidas é importante que a população redobre a atenção e cuidados nos vasos e pratos de plantas, substituindo a água por terra, os tonéis devem ficar bem fechados evitando a proliferação do mosquito e eliminem todo e qualquer recipiente que acumule água", alertou.

Para manter a cidade mobilizada nas ações de combate e controle da dengue, a secretaria de Saúde também vem desenvolvendo trabalhos setorizados, com agentes de endemia atuando diretamente em todas as regiões do município, com acompanhamento dos índices de infestação do mosquito e aplicação de larvicidas, além de visitas domiciliares para orientação dos moradores.

Busca

Acesso Rápido

Destaque