Segurança e construção de escolas são destaques em reunião

2019-02-12 17:17:00 - Jornalista: Elis Regina Nuffer
Compartilhe:  
Foto: Divulgação
Encontro foi realizado nesta terça-feira, na Cidade Universitária

Supervisores de ensino se reuniram com o secretário de Educação, Guto Garcia, nesta terça-feira (12). Na pauta, as ações a serem feitas este ano. A ênfase foi a questão da segurança escolar, medida prioritária solicitada pelo prefeito Dr. Aluizio, e a construção de novas escolas no Lagomar, para o segmento Infantil e o Ensino Fundamental, com 22 salas e capacidade para atender 800 alunos por turno, e no Jardim Franco.

No encontro, realizado no auditório Claudio Ulpiano, na Cidade Universitária, o secretário explicou que a escola no Lagomar está sendo construída em parceria com o governo do Estado do Rio de Janeiro, que poderá compartilhar o espaço oferecendo Ensino Médio para a comunidade. Além disso, Guto Garcia anunciou que as escolas municipais de Macaé ganharão laptops, investindo em inovação e tecnologias em salas de aula, e a qualificação dos professores será ampliada a partir de convênio com a Universidade do Rio de Janeiro sobre a possibilidade de oferecer mestrado para os profissionais da Educação de Macaé no Centro de Formação da Uerj, em São Gonçalo. Para isto, Guto disse que se reunirá com representantes da Uerj ainda esta semana.

O grupo de supervisores tem a responsabilidade e compartilhamento na administração das escolas e nas decisões junto aos gestores do setor, acompanhará de perto todas as ações, com visitas frequentes às unidades escolares, o que o secretário sempre faz, e será encarregado de levar à Secretaria Municipal de Educação as demandas apresentadas.

O secretário destacou que o modelo de gestão compartilhada é o futuro da Educação, que prevê autonomia das escolas com o trabalho descentralizado, dando origem a novas ações. Atualmente, o grupo está cuidando do Regimento Escolar e participando das discussões sobre a remodelagem do E-Cidade Macaé – o software público de gestão municipal que contém dados atualizados sobre o que diz respeito à Educação como um todo, como transporte, alimentação, estatísticas e outros; e de como será feita a identificação de todas as pessoas que têm acesso às escolas, desde funcionários a visitantes, conforme recomendação do Ministério Público.

Os supervisores também compartilham as questões como a realização da prova de segunda época, no fim do ano, e aumento do tempo de aulas de Redação, levando em conta que a prova vale 1000 pontos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), entre outras.

"O futuro da Educação é dar autonomia geral às escolas em termos de infraestrutura para os diretores gerenciarem as finanças, a merenda, o transporte e outras questões, sem perder a identidade de rede bem estruturada, ficando a Secretaria de Educação dedicada a trabalhar as políticas públicas pedagógicas", concluiu Guto.

Busca

Acesso Rápido

Destaque