Tratamento à obesidade ganha novo foco

2019-12-04 17:06:00 - Jornalista: Equipe Secom
Compartilhe:  
Foto: Ana Chaffin
Programação contou com 90 profissionais da rede pública de saúde de 11 municípios da região

Um novo olhar com mais sensibilidade e humanidade e com menos preconceito e estigma com as pessoas com sobrepeso e obesidade. Estas foram algumas das temáticas das aulas realizadas no setor de Nutrição da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ - Campus Macaé), nos períodos da manhã e da tarde, desta quarta-feira (4).

As aulas foram ministradas para 90 profissionais de rede pública de saúde, provenientes de 11 municípios: Macaé, Quissamã, Carapebus, Arraial do Cabo, Araruama, Cabo Frio, Itaperuna, Casimiro de Abreu, Rio das Ostras, São Pedro da Aldeia e Campos.

Para a professora Amábela Cordeiro, coordenadora do curso de formação para profissionais da Atenção Básica sobre Enfrentamento da Obesidade da UFRJ, as aulas têm como principal mensagem o seguinte conteúdo: "Aspectos Simbólicos: o comer, a comida, o corpo e a obesidade".

Segundo a professora do curso de Nutrição, Jane Capelli, as aulas resultam de projeto de pesquisa de extensão para o enfrentamento à obesidade, que se tornou problema no mundo todo, inclusive no Brasil. A ação originou-se pela professora Luciana Castro, da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ).

"Esse projeto foi aprovado pelo CNPq e seu marco zero acontece nesse ano. Tem parcerias com universidades e prefeituras, inclusive a de Macaé. A Coordenadoria da Área Técnica de Alimentação e Nutrição (Catan) da prefeitura é uma das instituições parceiras dessa primeira aula presencial junto à UFRJ - Macaé", explica Jane.

Já a coordenadora da Catan, Michelle Escobar, pontuou que o órgão público tem parceria com a UFRJ há muitos anos, oferecendo estágios a estudantes de Nutrição. "A Catan também ministra algumas aulas em disciplinas na Instituição de Ensino Superior", comenta, acrescentando que: "Nessas aulas, relatamos quesitos práticos do dia a dia da profissão".

Já sobre essa nova parceria, Michelle é enfática. "Ela trará um grande ganho para Macaé. Poderemos divulgar trabalhos realizados no município em relação ao enfrentamento à obesidade, trocando experiências com agentes e nutricionistas de outros municípios", concluiu.

Busca

Acesso Rápido

Destaque