Vacinação começa nas escolas

2019-07-12 15:17:00 - Jornalista: Equipe Educação
Compartilhe:  
Foto: Rui Porto Filho
Cerca de 6 mil doses foram disponibilizadas

Começou nesta sexta-feira (12) a vacinação contra meningite B para estudantes até 12 anos matriculados nas escolas municipais da Nova Holanda. Cerca de 6 mil doses foram disponibilizadas. O cronograma se estende até quinta-feira (18) nas unidades que funcionam na Nova Esperança, Barra, Brasília, Fronteira e Piracema. A vacinação é uma ação conjunta das equipes da Secretaria de Saúde, Educação e Combate à Endemias.

Nesta sexta-feira (12), cerca de mil doses foram destinadas para imunização de alunos das escolas municipais Christos Jean Kousolas e Ciep Municipalizado Darcy Ribeiro. Para a ação, que foi acompanhada pelo Prefeito de Macaé, Dr. Aluizio e o Secretário de Educação, Guto Garcia, foram designados cerca de 70 profissionais, entre enfermeiros, técnicos de enfermagem, agentes comunitários e de combate à endemias. Durante a imunização, pais e responsáveis receberam material com orientações sobre a vacina.

A ação faz parte da estratégia de saúde pública municipal de Macaé para bloqueio vacinal na região onde foram registrados três casos da doença, todos com idade inferior a cinco anos e num período de 90 dias. A previsão é que no mês de agosto também seja realizada vacinação ACWY, imunizante conjugado que protege contra quatro sorotipos de meningite bacteriana junto aos alunos da Educação Básica. Assim como a meningite B, a ACWY não faz parte do calendário público de vacinação, preconizado pelo Ministério da Saúde.

Antes da aplicação das vacinas, as unidades escolares realizaram atividades específicas com os alunos, que fazem parte do público-alvo. O Ciep Municipalizado Darcy Ribeiro realizou pintura nas crianças. Já a Escola Municipal de Educação Infantil Christos Jean Kousolas promoveu brincadeiras e dança junto aos alunos, que também receberam pirulito após a aplicação da vacina.

De acordo com a diretora Rosane Botelho, além do ordenamento das turmas para receber as vacinas e do controle da autorização dos pais, a escola resolveu promover dinâmica para descontrair os pequenos, que estavam devidamente acompanhados pelos responsáveis. "Fizemos questão de realizar no dia da vacinação programação especial para que os 436 alunos. E deu muito certo", contou a diretora.

A imunização foi aprovada pelos pais e até mesmo alunos do "Christos Jean Kousolas". Vestido de super herói, o pequeno Kaike Henrique Desantos, de cinco anos, fez questão de entrar na fila, não chorou durante a aplicação e ainda fez pose para as fotos. Segundo o pai Carlos Henrique Cabral Martins, a vacinação é muito importante. "Trabalho na área de saúde e fiz questão de trazer meu filho. A prevenção é muito importante", conta.

Outro pai, que acompanhou a filha foi Leandro Bispo dos Santos. O morador da Nova Holanda esteve junto do filho Bernardo dos Santos e elogiou a iniciativa. "Quando soubemos que iria ter a vacina na escola fizemos questão de trazer o meu filho. Poderemos ficar mais tranquilos nestas férias de julho", destacou.

A pequena Lorena Calixto, de cinco anos, também recebeu a imunização. Segundo o pai, Gleison Calixto, a vacinação é uma excelente oportunidade. "Saber que todos os alunos da escola serão imunizados é uma boa notícia", observou.

Nesta sexta-feira (12), participaram da vacinação nas escolas o secretário Adjunto de Atenção Básica, Hélio Conceição da Cruz, a coordenadora de Vigilância Epidemiológica, Liciane Furtado Cardoso, a Gerente de Vigilância Epidemiológica, Daniela Bastos, e o coordenador do Centro de Controle de Zoonozes, Flávio Paschoal.

Recesso

Em virtude da vacinação realizada pela Secretaria de Saúde, o início do recesso letivo nas escolas que receberão as doses nos dias 15, 16, 17 e 18, será alterado. As férias dos alunos das respectivas unidades vão começar imediatamente no dia posterior à vacinação. Além disso, as respectivas unidades que contarão com vacinas nos dias 15, 16 , 17 e 18, descontarão este período no recesso escolar, ampliando os dias de férias, de acordo com o funcionamento das unidades exclusivo para a imunização.

Vacina

A vacina contra meningite B permite prevenir contra 81% dos meningococos. A vacina Meningocócica B protege contra a meningite bacteriana causada pelo meningococo B. Ela é recomendada pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e pela Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm). As vacinas que protegem contra a meningite B são produzidas a partir da membrana externa do meningococo B. Portanto, não causam infecções. A meningite é um processo inflamatório, que atinge as meninges, membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal, e pode ser causada por infecções por bactérias, vírus, fungos ou parasitas.

Busca

Acesso Rápido

Destaque