Prefeitura Municipal de Macaé

Secretaria de Saúde

CCZ orienta população a redobrar cuidados contra Aedes

2019-01-02 16:39:00 - Jornalista: Genimarta Oliveira
Compartilhe:  
Foto: Rui Porto Filho - Arquivo Secom
Agentes de endemias realizam ações com visitas domiciliares

Devido ao forte calor e consequentes chuvas no final do dia, a Secretaria de Saúde de Macaé, por meio do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), orienta a população para que redobre os cuidados nessa época. A recomendação é ficar atento quanto à eliminação de objetos que possam acumular água e se tornem possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e febre chikungunya.

O CCZ também vem intensificando suas ações com visitas domiciliares e em pontos estratégicos com orientação, inspeção, aplicação de larvicida e controle mecânico. Outra atuação é o bloqueio com medidas de controle mecânico por meio de eliminação de criadouros inservíveis, bem como proteção de depósitos de armazenamento de água. O controle químico é feito por meio de uso de larvicida em depósitos que não podem ser eliminados, além de inseticidas para eliminação do mosquito na fase adulta.

Até a próxima sexta-feira (4), os agentes de endemias também estarão realizando o trabalho de Reconhecimento Geográfico em diversos bairros. O trabalho consiste na produção e atualização dos mapas dos bairros, numeração dos quarteirões, identificação de ruas e logradouros, quantitativos dos imóveis por tipo. A ação é uma condição essencial para a programação das operações de campo, de pesquisa entomológica (coletas de larvas) e tratamento químico.

O coordenador do Centro de Controle de Zoonoses, Flávio Paschoal, ressalta que o período de chuvas e o calor são considerados cenário ideal para proliferação do mosquito. O ciclo de reprodução do Aedes aegypti pode variar de 5 a 10 dias, passando pela fase larvária até chegar à forma adulta. A fêmea do mosquito deposita seus ovos na parede interna dos reservatórios e estes podem sobreviver por aproximadamente um ano.

Ele explica que logo que o ovo entra em contato com a água, ele eclode e inicia o ciclo e, por isso, vistoriar dentro de casa e nos quintais é fundamental para eliminar possíveis focos.

Cuidados - Para controlar a proliferação do mosquito, a orientação é manter os quintais sempre limpos, recolher, eliminar ou guardar longe da chuva todo objeto que possa acumular água, como pneus velhos, latas, recipientes plásticos, tampas de garrafas, copos descartáveis, entre outros. O lixo doméstico deve ser acondicionado em sacos plásticos e descartado adequadamente, em depósitos fechados.

Depois da chuva, é recomendado fazer a vistoria no quintal e na casa para eliminar a água acumulada sobre lajes, calhas, tanques, pratinhos de vasos de planta. Baldes, potes, bacias, e outros recipientes que guardam a água de beber e para outros usos domésticos, assim como a caixa d'água, devem ser mantidos limpos e fechados para evitar o risco de proliferação do mosquito.

+ Mais Notícias