Prefeitura Municipal de Macaé

Secretaria de Saúde

Prefeitura promove combate ao mosquito Aedes

2017-01-09 15:53:00 - Jornalista: Carla Cardoso
Compartilhe:  
Foto de pessoas na reunião
Foto: Rui Porto Filho
Reunião marcou o início das ações de combate ao mosquito

Uma reunião, nesta segunda-feira (09), com representantes de todas as secretarias municipais, marcou o início das ações de combate ao mosquito Aedes aegypti , que começa, efetivamente, nesta terça-feira (10). Pela manhã, uma tenda será montada, na Praça Washington Luiz, onde uma equipe estará a postos para orientar a população sobre o trabalho.

O prefeito Dr. Aluizio esteve à frente da reunião e explicou a importância da força-tarefa contra o mosquito. Segundo ele, nenhuma ação municipal, atualmente, é mais importante do que o combate ao Aedes.

- É uma força organizada com a Zoonozes. A partir de agora, o governo passa a funcionar em função do combate ao Aedes. Na verdade, essa é uma ação contínua, mas agora, de forma contundente, enfatizada com atividades. É uma ação de governo e de cidadania. Temos o dever de combater o mosquito que transmite não só a dengue, mas também a chikungunya e o zika vírus. Não é uma campanha, nem um ato simbólico é o início da atividade de combate que será um divisor de águas. Passamos 2016 sem um número significativo de doença, mas o Aedes não é brincadeira. Ele mata. E nosso compromisso é com o cidadão - explicou o prefeito.

Dr. Aluizio enfatizou a importância do Decreto nº 002/2017, publicado na última sexta-feira (06), que apresentou os procedimentos de prevenção e controle da dengue no município e ressaltou a necessidade e a obrigação do Poder Público Municipal de tomar ações preventivas e de combate à proliferação do mosquito.

Flávio Paschoal, coordenador do Centro de Controle de Zoonozes, esteve na reunião, onde apresentou o plano regional de combate e controle do mosquito.

- Tratam-se de atitudes simples, que começam em casa e todas as secretarias devem participar, com vistorias em cada setor. O plano é um guia prático das ações que o município realiza para combater o mosquito. E teremos como parâmetro o LirAa, que este ano, de 2017, ficou em 0,9%, um índice ainda considerado satisfatório pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Vamos atuar nos bairros, de acordo com o índice de maior possibilidade de infestação: Nova Esperança, Frade, Cajueiros, Nova Malvinas, Virgem Santa, Lagomar, entre outros. E essa é uma forma de se servir ao público - explicou.

As visitas feitas às residências serão intensificadas, principalmente, onde vivem gestantes. Os imóveis fechados, segundo o decreto, também serão visitados. No caso de ausência de moradores no domicílio suspeito de ter focos de Aedes aegypti, o agente fará três tentativas de entrada, em dias e horas diferentes, deixando no imóvel notificação sobre o dia e a hora que retornará para novas vistorias. Havendo insucesso após três tentativas, e ausência de contato do proprietário, a autoridade sanitária providenciará a publicação em jornal de ampla circulação no município da data e hora da nova visita, ocasião em que o Agente Público designado poderá ingressar compulsoriamente no imóvel para efetivação das medidas necessárias à prevenção e controle.

+ Mais Notícias
Busca

Destaque