Prefeitura Municipal de Macaé

Secretaria de Saúde

Saúde orienta sobre cuidados com a conjuntivite

2018-03-14 11:22:00 - Jornalista: Tatiana Gama
Compartilhe:  
uma profissional de saúde fazendo exame de vista em um homem
Foto: João Barreto - Arquivo Secom
Quem suspeita da doença deve procurar uma unidade de saúde

A Secretaria de Saúde mantém a orientação sobre os cuidados com a conjuntivite, após o aumento crescente do número de casos em Macaé nos últimos 20 dias. De acordo com o coordenador de Oftalmologia, Flávio Cesário, o município continua com a média de 150 atendimentos diários, considerados como surto. A expectativa é que, nas próximas semanas, o pico da doença diminua, já que o ciclo tem duração de 30 a 40 dias.

As unidades que realizam o atendimento para quem suspeita da doença são: Hospital Público Municipal (HPM), Unidades de Pronto Atendimento (UPA) Barra e Lagomar, Pronto Socorro Municipal, em Imbetiba, Pronto Socorro do Aeroporto e Hospital Público Municipal da Serra (HPMS), em Trapiche.

Segundo recomendações de oftalmologistas, o cuidado principal é não coçar os olhos e evitar uso de medicação sem prescrição médica. Além disso, a orientação é não compartilhar toalhas de rosto, lençóis ou objetos de maquiagem.

O principal sintoma da conjuntivite viral é o aumento da secreção dos olhos, que pode ser de cor branca ou amarelada; vermelhidão; coceira e dor na vista, além de coceira e fotofobia, inchaço nas pálpebras, visão embaçada e secreção nasal. Não existem vacinas contra essa infecção.

O período de transmissão é de até sete dias. Por isso, é necessário que o paciente evite contato com outras pessoas para não propagar a doença. Normalmente, o tempo de incubação do vírus no organismo leva de um a quatro dias, período em que a pessoa já está passível de transmissão, mas sem sintoma. Após a incubação, os primeiros sintomas começam a aparecer e permanecem por até 15 dias.

"As pessoas com sintomas da doença devem se resguardar dentro de casa no período de transmissão, com o objetivo de reduzir as chances de proliferação dos casos", frisa Cesário, acrescentando que a doença não é transmitida pelo ar e pode estar presente em qualquer parte do corpo da pessoa infectada, como rosto ou mãos.

A conjuntivite viral é a inflamação da conjuntiva (parte branca do olho) e seu principal agente causador é o adenovírus. A doença é altamente contagiosa, mais frequente no verão.

+ Mais Notícias