Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda

Brasil Offshore movimenta R$ 300 milhões em negócios

2019-07-02 14:27:00 - Jornalista: Equipe Secom com informações da assessoria do even
Compartilhe:  
Foto: Arquivo
Feira se consolida como evento chave para desenvolvimento do setor

A Brasil Offshore já se consolidou como evento chave para o desenvolvimento e fortalecimento da indústria de óleo e gás. Em quatro dias de feira, no Centro de Convenções Jornalista Roberto Marinho, em Macaé, os negócios movimentaram R$ 300 milhões, entre Rodadas de Negócios e expositores, para os próximos seis meses. Ao todo foram realizadas 442 reuniões de negócios.

Com 600 marcas expositoras presentes, a tradição de gerar negócios foi mantida com cerca de 50 mil visitantes e 190 horas de conteúdo técnico gratuito. Cidade sede da feira, Macaé é responsável por 84% da produção nacional de petróleo.

Organizada pela Reed Exhibitions Alcantara Machado em conjunto com o SPE (Society of Petroleum Engineers) e o IBP (Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis), a feira está no topo mundial do segmento e conseguiu atrair para o município mais de 2.500 empresas, um crescimento de 10% em comparação a edição de 2017, sendo o terceiro maior evento offshore do mundo, atrás de Houston e Aberdeen.

O ambiente de negócios proporcionou que os profissionais entrassem em contato com novas tecnologias, produtos e serviços para otimizar os investimentos. Também, para reforçar a importância da Bacia de Campos na manutenção e revitalização dos campos maduros e a prospecção de novas aplicações à cadeia produtiva do petróleo e gás.

“Acredito que o nosso objetivo foi atingido. Apresentamos as oportunidades de retomada para o setor de óleo e gás e agora o nosso foco será na transformação. Transformar para produzir. Este será o tema da próxima edição da feira”, adianta Daniel Pereira, gerente da Brasil Offshore.

O evento conquistou reconhecimento por reunir empresas de toda a rede produtiva do setor petrolífero, promovendo as melhores oportunidades de networking e parcerias, em um ambiente técnico e voltado para a aceleração dos negócios nesse segmento. O principal objetivo desta edição foi fortalecer a rede de fornecedores e prepará-la para atender as demandas e projetos das operadoras vencedoras dos leilões.

Depois dos resultados da 15ª rodada de licitações e da 5ª rodada do pré-sal, além da entrada de empresas estrangeiras no mercado nacional, a retomada do setor tem sido impulsionada por novos investimentos, parcerias e projeções positivas.

Rodada de negócios

Realizada pela Firjan, Organização Nacional da Indústria do Petróleo (Onip) e Sebrae, a Rodada de Negócios na Brasil Offshore superou as expectativas e gerou R$196 milhões em negócios. Foram 22 empresas âncoras com demandas de compra que selecionaram mais de 300 empresas fornecedoras para participarem da Rodada.

“Isso demonstra o reaquecimento do mercado de petróleo e gás no Brasil e em Macaé”, disse Karine Fragoso, gerente de Petróleo, Gás e Naval da Firjan e diretora geral da ONIP.

O objetivo da Rodada foi colocar fornecedores e os principais players do mercado de petróleo e gás em um mesmo espaço para negociação. A proposta é fomentar os investimentos e oferecer às empresas a possibilidade de identificar alternativas de fornecimento de bens e serviços no mercado local.

Gás natural é a aposta para o mercado de energia

As discussões acerca do setor de gás natural foram um dos pontos chaves desta edição. As autoridades deixaram claro o interesse no desenvolvimento desse setor e o seu potencial para fortalecimento econômico nacional.

“As reservas de gás natural da Bacia de Campos podem ser responsáveis por um novo ciclo de desenvolvimento econômico”, atenta o prefeito de Macaé, Dr. Aluizio. “Agora vamos discutir o gás, e estamos preparados para transformar gás em energia elétrica. Energia elétrica e gás em mercado livre”, disse.

Brasil Offshore: 20 anos de grandezas de resultados

Foram mais de um bilhão e quinhentos milhões de reais gerados em duas décadas de Brasil Offshore. Resultado de sua excelência na realização do evento, a Brasil Offshore é reconhecida por reunir empresas de toda a rede produtiva do setor petrolífero em um ambiente altamente técnico e voltado para a aceleração dos negócios, em um momento de reaquecimento na economia.

Nesta edição comemorativa, o principal objetivo atingido foi o fortalecimento da rede de fornecedores.

+ Mais Notícias