Prefeitura Municipal de Macaé

Secretaria de Educação

Prefeitura comemora Dia do Professor

2017-10-11 15:48:00 - Jornalista: Equipe Secom
Compartilhe:  
Imagem de professora em pé em sala de aula
Foto: Douglas Fernandes
Professores utilizam um terço de sua carga horária para planejamento, formação e criam soluções criativas para ensinar

Em Macaé, neste domingo (15), o Dia do Professor será lembrado pelas experiências e práticas pedagógicas inovadoras que marcam o dia a dia das 106 escolas municipais. As salas de aula da área central, bairros e região serrana contam com a atuação de cerca de quatro mil professores, que lecionam visando ao avanço do aluno, exercício da cidadania e qualificação para o trabalho.

É o caso de Aparecida Gonçalvez, professora de Educação Infantil na Escola Leda Ledo, há seis anos. A educadora cria oportunidades para os alunos manifestarem seus pensamentos, linguagem, criatividade, reações, imaginação, ideias e relações sociais. "Trabalho há 11 anos, seis deles na Escola de Educação Infantil Leda Ledo, sempre com o projeto Entrelaçando Linguagem. A atividade contribui no desenvolvimento dos alunos porque todo conhecimento que ele tem é valorizado", explicou.

Aparecida conta que escolheu ser professora quando era criança. "Sempre me inspirei nos meus professores para realizar meu sonho de ser educadora. Quero continuar fazendo a diferença na vida dos meus alunos, pois tenho prazer de ensinar e aprender com eles", ressaltou.

Para o professor e secretário de Educação, Guto Garcia, não importa qual seja, é na escola que são dados os primeiros passos para qualquer profissão. E sem a presença dele, nenhuma conquista seria possível. "Cabe ao educador a tarefa de orientar, estimular e incentivar crianças e jovens a descobrir suas potencialidades. É um caminho nobre e árduo, que exige esforço e comprometimento", pontuou.

Valorização do docente com incentivo a cursos

A Secretaria de Educação promoveu eleição para diretores e adjuntos e implantou o Centro de Formação Carolina Garcia, espaço que funciona no Colégio Municipal Professora Maria Isabel Damasceno Simão, com cursos para educadores e comunidade.

A Secretaria de Educação também reforçou a implementação da Lei 11.738/08, permitindo aos professores um terço de sua carga horária para planejamento e formação. Outro ponto positivo é a nova distribuição da carga horária para planejamento semanal de orientadores pedagógicos, educacionais e de supervisores. E, para facilitar o trabalho, a rede municipal conta com o "e_cidade", software de gestão pública que facilita o acesso de consultas de dados educacionais.

Ensino Fundamental: consciência crítica

Junto às turmas do sexto ao nono ano, a rede municipal conta com o trabalho da professora de história, Raimunda Ernestino Cunha, que atua no Colégio Municipal Engenho da Praia. Ela tem a importante missão de despertar o interesse para a disciplina que, muitas vezes, não é bem vista pelos alunos. Raimunda está há 15 anos na rede e confessa que gosta de provocar inquietude, questionamento e consciência crítica nos alunos do oitavo e nono anos.

Para trabalhar temas como "História do Brasil", "Era Vargas", "República Velha", ela gosta de usar recursos pedagógicos como exibição de filmes e documentários, além de promover mesas-redondas e debates. Durante as aulas, a professora leva os estudantes a conhecer o passado, utilizando comparações com a realidade atual. "É maravilhoso perceber que os alunos estão entendendo o passado. Isso permite a melhor consciência do presente e a busca para um futuro melhor", conta.

Raimunda participou da programação do Literarte, que uniu música, canto e estudo da História. "Foi surpreendente. O foco foi a história de Macaé. Um dos tema foi 'A fera de Macabu'. Eles pesquisaram a respeito e descobrimos vários talentos na escola. Unimos duas disciplinas: artes e história", lembra.

Inovação marca aprendizagem na rede

Com o importante desafio do ensino da leitura e escrita em sala de aula, a educação de Macaé tem nas turmas de primeiro ao quinto ano a professora Liliam Ribas Barbosa, que atua no Colégio Municipal Coquinho e tem 20 anos de profissão. "Sempre gosto de inovar. O melhor do ensino é ver a evolução dos alunos. Ser professor é contribuir no processo de construção de histórias de vidas", comenta.

A ação pedagógica da professora Liliam utiliza ferramentas para que as crianças aprendam o processo da alfabetização com acesso a uma gama de informações, que enriquecem a sua formação. As gêmeas Luiza e Laura Pontes do Nascimento fazem parte deste grupo. Elas participam do projeto interdisciplinar "Casa da Árvore", atividade idealizada por Liliam, que trata de escrita, Matemática e vida saudável e em breve será destaque no aniversário de 40 anos da escola. "A professora Liliam nos ajuda muito", comentaram.

Ensino Médio afinado com tendências globais

Representante do Ensino Médio e professor de Artes, Júlio Dias se orgulha dos avanços dos alunos do Colégio Municipal Pedro Adami. Ele admite que sempre procura se atualizar.

Uma das experiências de destaque do educador é o intercâmbio com profissionais da rede Brasil x Argentina "Arte Correo", em que Macaé e Magé são os únicos representantes do país. Diante do trabalho, ele consegue fazer das suas aulas de Artes muito mais atraentes ao associar com elementos diferentes. "Trabalhamos formas geométricas com papel, foto e muitos outros materiais que são disponibilizados. Quando os alunos reconhecem que o trabalho feito dentro da sala de aula ganha destaque em outro país, isso melhora a estima e permite que eles pensem em todo o futuro pela frente", comenta.

+ Mais Notícias
Busca

Destaque