Prefeitura Municipal de Macaé

Secretaria de Agroeconomia

Equoterapia melhora qualidade de vida

2017-09-04 10:44:00 - Jornalista: Julie Silveira
Compartilhe:  
uma criança em cima de um cavalo, uma mulher e um homem a seu lado
Foto: Maurício Porão
Expectativa é que até o final de setembro seja inaugurada a unidade da região serrana

A prática da equoterapia proporciona benefícios às pessoas com necessidade de desenvolvimento físico, psicológico e social. O tratamento é direcionado em Macaé a pacientes com quadro clínico de doenças genéticas, neurológicas, ortopédicas, musculares, clínico metabólicas, sequelas de traumas e cirurgias.

Para melhorar a qualidade de vida dessas pessoas, a Secretaria de Agroeconomia, por meio do Centro de Equoterapia Passo Amigo, aumentou o número de praticantes de 120 para 180. As aulas são oferecidas no Parque de Exposições Latiff Mussi Rocha. A expectativa é que até o final de setembro seja inaugurada a unidade da região serrana, que fica no Parque de Exposições de Córrego do Ouro, onde serão ofertadas 12 vagas para pacientes da localidade.

Gabriel Bryan, de oito anos, é um dos beneficiados pelo projeto. Ele obteve 90% de melhora em quatro anos de terapia. "Bryan tem déficit de atenção. Ele não falava, não tinha coordenação motora, não obedecia. Hoje, além de falar e apresentar melhoras significativas em todos os problemas, a terapia despertou nele uma grande paixão pelos cavalos, inclusive, o aniversário dele foi comemorado no Centro de Equoterapia, pois a presença dos animais era indispensável em sua festa", frisou a mãe de Bryan, Letícia Oliveira.

De acordo com o Secretário de Agroeconomia, Alcenir Maia Costa, os 180 praticantes são atendidos no interior do Parque de Exposições Latiff Mussi Rocha, de segunda a sexta-feira, de 8h às 17h. Cada participante faz a terapia por meia hora, uma vez por semana. A faixa etária dos beneficiados é a partir de 2 anos.

"A secretaria também disponibiliza transporte às segundas, terças e quintas-feiras para facilitar o acesso das pessoas com dificuldades de locomoção", destacou o secretário.

A equoterapia funciona com uma equipe multidisciplinar formada por fisioterapeutas, psicólogos, equitadores, auxiliares e professor de educação física. O Centro de Equoterapia Passo Amigo possui nove animais treinados e saudáveis.

Para participar do projeto, é fundamental que os interessados deixem o nome na fila de espera, pois, por diversos motivos, como a liberação de pacientes, mudança de endereço e incompatibilidade de horário, por exemplo, surgem novas vagas, e, como consequência, outros pacientes são chamados. Antes, porém, é preciso ser aprovado por uma equipe multidisciplinar.

A inscrição deve ser realizada no Parque de Exposições Latiff Mussi Rocha, localizado na Rodovia Amaral Peixoto, s/n, bairro São José do Barreto, de 8h às 17h. Ou pelo telefone (22) 99958-2072, falar com a responsável Cymone Camolézi. É indispensável o encaminhamento médico para equoterapia e documento de identidade.

Equoterapia

De acordo com a Associação Nacional de Equoterapia (Ande-Brasil), órgão máximo do setor, a Equoterapia é um método terapêutico que utiliza o cavalo dentro de uma abordagem interdisciplinar nas áreas da saúde, educação e equitação, buscando o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas com deficiências e/ou necessidades especiais.

O tratamento emprega o cavalo como agente promotor de ganhos a nível físico e psíquico e exige a participação do corpo inteiro, contribuindo para o desenvolvimento da força muscular, relaxamento, conscientização do próprio corpo e aperfeiçoamento da coordenação motora e do equilíbrio. A interação com o cavalo, incluindo os primeiros contatos, os cuidados preliminares, o ato de montar e o manuseio final desenvolvem ainda novas formas de socialização, autoconfiança e autoestima à criança.

+ Mais Notícias
Busca

Destaque