Prefeitura Municipal de Macaé

Aeroporto de Macaé entra na lista de investimentos do governo federal

2017-06-19 13:45:00 - Jornalista: Equipe Secom
Compartilhe:  
vista aérea de macaé
Foto: Arquivo Secom
Governo federal garante liberar até 2018, R$ 34 milhões para os aeroportos de Macaé, Itaperuna e Resende

O aeroporto de Macaé está incluído na lista de obras de infraestrutura do Programa Avançar, que o governo federal pretende lançar assim que o presidente Michel Temer voltar da Rússia. Segundo recursos previstos para o Avançar dentro do Estado do Rio, serão injetados até 2018, R$ 34 milhões em três aeroportos de municípios fluminenses: Macaé, Itaperuna e Resende. O montante chegará a R$ 67,28 milhões para as três obras.

De acordo com o governo federal, o Avançar substitui o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e beneficia o Rio com a liberação de R$ 5,91 bilhões de verba federal para a retomada de obras públicas em diversas áreas. Cerca de R$ 2 bilhões serão liberados para o Estado do Rio até dezembro de 2018.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda de Macaé, Gustavo Wagner, incrementar a logística vai contribuir para dar ânimo ao crescimento econômico do município. "Melhorar a infraestrutura vai ao encontro do nosso projeto, Macaé SuperAÇÃO, que visa potencializar o vigor econômico local para gerar emprego, dentro do fomento do setor de petróleo", destacou o secretário.

Estado do Rio vai receber recursos para áreas diversas

O programa Minha Casa, Minha Vida no Estado do Rio vai receber, segundo o governo federal, R$ 1 bilhão do Avançar e R$ 563 milhões para obras no setor de transporte. Ao todo, serão atendidos 357 projetos no Rio, incluindo saúde, cultura e educação. Além de Macaé, Itaperuna e Resende, estão previstos no pacote obras em Nova Friburgo (dragagem do Rio Bengalas); Teresópolis (drenagem do Rio Príncipe); Duque de Caxias (urbanização da comunidade do Lixão); Rio (urbanização da colônia Juliano Moreira); infraestrutura de fibra ótica em 12 municípios, entre outras intervenções.

O programa Avançar integra um conjunto de medidas em estudo pelo governo federal, como melhorias em residências de famílias de baixa renda. Na primeira fase, o Avançar vai contemplar apenas obras 100% públicas, com previsão para receber R$ 56,6 bilhões da União, até dezembro de 2018, em mais de dez mil projetos, em 11 áreas em todo o país. A estimativa é gerar 1,2 milhão de empregos.

Do total de recursos, o setor de infraestrutura vai receber R$ 31,87 bilhões; as áreas sociais, como saúde e educação, R$ 12,79 bilhões; e Defesa, outros R$ 12 bilhões.

Alívio para a crise no Rio

O total de recursos ficará na casa dos R$ 300 bilhões. O Estado do Rio enfrenta uma severa crise fiscal e a retomada das obras é fundamental para induzir investimentos e gerar empregos. Segundo o Ministro da Secretaria Geral da Presidência, Moreira Franco, os recursos estão dados. "Tudo será analisado e detalhado minuciosamente pelo Ministério do Planejamento. Além disso, cada ministro assumirá a responsabilidade pelo andamento da obra em suas respectivas pastas", explicou.

#Bacia de Campos é preciso investir

O prefeito de Macaé. Dr. Aluízio, esteve em Brasília na última semana, em reunião com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, levantando justamente a bandeira de retomada de investimentos. Ele explicou ao parlamentar a necessidade da indústria de óleo e gás voltar sua política de investimentos, urgentemente, para a Bacia de Campos. A região e, sobretudo a cidade, estão preparadas para a nova fase do petróleo, com a quebra do modelo de partilha, que deverá elevar, consideravelmente, o nível de empregabilidade.

O prefeito também destacou que superar com investimentos a atividade do petróleo deve ser a grande saída para a crise que Macaé atravessa. "Com os novos investimentos, vindos das prestadoras, conseguiremos dar empregos há 25 mil pessoas em toda região. Seja diretamente no petróleo, na hotelaria ou no comércio. A única forma do estado e o país saírem da crise é através de novos empregos. É o início de um novo tempo", ressaltou.

Busca

Acesso Rápido

Destaque