Aluno da FeMASS participará de assembleia da ONU nos Estados Unidos

2019-01-23 10:48:00 - Jornalista: Elis Regina Nuffer
Compartilhe:  
um homem ao lado de uma placa da cidade universitária
Foto: Divulgação
Igor Sampaio participará de uma das maiores conferências do mundo na Universidade de Nova Iorque

Aluno do 5º período do curso de Engenharia de Produção da Faculdade Miguel Ângelo da Silva Santos (FeMASS), da Prefeitura de Macaé, Igor Sampaio de Souza, 24 anos, foi selecionado para participar como delegado da 23ª Assembleia da Juventude da Organização das Nações Unidas (ONU), nos Estados Unidos. A Youth Assembly é uma das maiores conferências de jovens líderes do mundo e será realizada, de 15 a 17 de fevereiro, na Universidade de Nova Iorque, com o tema “Empoderando os Jovens para o Desenvolvimento Global”.

"O objetivo é debater a respeito dos 17 ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) da ONU. São metas que devem ser atingidas até 2030 por todos os países. Se as cumprirmos, seremos a primeira geração a erradicar a pobreza extrema e iremos poupar as gerações futuras dos piores efeitos adversos da mudança do clima. Creio que essa oportunidade não será boa apenas para mim, mas também para a faculdade, a qual tenho o prazer de representar", destacou Igor.

A vice-diretora da faculdade municipal, Alda Canabarra, falou da importância do aluno participar do evento e multiplicar o conhecimento na volta. "Quando retornar ele contará a sua experiência aos demais alunos da FeMASS, como teve a visão de participar desse importante evento, os desafios enfrentados para chegar lá, conhecimento da língua estrangeira, a cultura diferente e vai falar sobre as propostas abordadas no evento", disse Alda.

Igor concorreu com milhares de jovens de diversos países e continentes e vai propor ações sobre energia acessível e limpa; cidades e comunidades sustentáveis; e consumo e produção responsáveis que possam contribuir para melhorar a qualidade de vida da população brasileira.

O primeiro passo do universitário para chegar lá foi a intenção que teve de se inscrever, assim que soube da assembleia por um amigo, em novembro do ano passado. Teve de passar por um teste e responder a um longo questionário em inglês que pedia o motivo de querer participar e ter aceito o seu pedido. Igor nem titubeou na hora de escolher os três Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das ações que pretende tomar a partir do evento pensando na realidade do Brasil, pois já pratica ações sociais.

"Uma das minhas respostas a eles foi que eu sentia uma enorme vontade de aprender mais sobre essas metas que a ONU criou, de maneira que pudesse trazer esse conhecimento para a minha região e também para a minha faculdade, e mostrar maneiras viáveis de desenvolvimento sustentável, como a sua importância. Também citei uma das participações que tive em um projeto social de uma igreja que eu frequentava, onde levávamos alimentos para moradores de rua toda semana", destacou Igor.

Como delegado, Igor não só ouvirá as apresentações, como poderá falar e interagir, compartilhando a realidade e ideias dos países representados pelos líderes, painéis e workshops conduzidos por profissionais internacionais.

Jovem vai debater erradicação da pobreza

Poucos jovens brasileiros participam do evento. Em 2018, foram selecionados 52. Precisam ter entre 16 e 28 anos de idade, morar em qualquer região do Brasil, ter motivação para fazer a diferença em suas comunidades, saber se comunicar em inglês e estar engajados com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. O programa da ONU oferece bolsas para alguns jovens que não têm condições de promover a sua viagem, mas Igor disse que trabalha como autônomo e viajará por conta própria.

As ações da agenda que devem ser adotadas até 2030 são: erradicação da pobreza; fome zero; boa saúde e bem-estar; educação de qualidade; igualdade de gênero; água limpa e saneamento; energia acessível e limpa; empreendedorismo e crescimento econômico; indústria, inovação e infraestrutura; redução das desigualdades; cidades e comunidades sustentáveis; consumo e produção responsáveis; combate às alterações climáticas; vida debaixo d´água; vida sobre a terra; paz, justiça e instituições fortes; e parcerias em prol das metas.

A ideia do tema este ano foi inspirada no próximo Fórum Político de Alto Nível da ONU que destacará o papel da juventude no desenvolvimento global e os interesses regionais e locais com um objetivo: vontade de mudar o mundo para melhor. Mais informações sobre a ONU no Brasil, no mundo e o evento no site nacoesunidas.org/onu-no-brasil/.

Busca

Acesso Rápido

Destaque