‘Café Literário’ abrirá espaço para Slam

2020-02-06 12:02:00 - Jornalista: Andréa Lisboa
Compartilhe:  
Foto: Andréa Lisboa
Encontro de poesia falada e performática é uma das novidades de 2020

O primeiro ‘Café Literário’ de 2020 congregou poetas de diferentes grupos da cidade e em especial os participantes do segundo número do jornal literário ‘O positivo’, uma iniciativa do coletivo de poetas ‘Língua do P’ junto à Secretaria de Cultura de Macaé. Participantes de outros coletivos propuseram encontros do tipo Slam. O sarau aconteceu excepcionalmente na noite de quarta-feira (5). Mas os encontros continuarão sendo a cada última quarta-feira do mês, às 19h, no Solar dos Mellos – Museu da Cidade de Macaé, Centro, com entrada franca.

Durante o evento foi marcada mais uma reunião dos grupos neste mês. Ela será no Half Skate do bairro Parque Aeroporto, localizado na Rua Tenente Francisco Pires, 77, na próxima quinta-feira (13), às 18h. A meta é a organização de Slam, encontro de poesia falada (spoken word) e performática, geralmente apresentada em competições nas quais um júri popular escolhido espontaneamente entre o público dá nota aos slammers (os poetas), levando em consideração principalmente dois critérios: a poesia e a desempenho.

Por este motivo, a sessão seguida de debate sobre o filme ‘Ó Pai Ó’, marcada para os mesmos dia e hora, no museu, será adiada.

O encontro literário desta semana foi uma oportunidade para a abertura do debate sobre o fomento da poesia e de grupos de poetas em distintos pontos da cidade. Antes do sarau e também depois dele, os participantes discutiram sobre o apoio às confrarias e sobre as parcerias para a realização de encontros estruturados de acordo com os perfis dos novos autores e públicos. Os poetas trataram ainda sobre as possibilidades de formatos de ‘O Positivo’, que tem a arte de diagramação assinada por Glauber Barreto e como editor, Gerson Dudus, que ainda coordena o ‘Café Literário’ e o coletivo de poetas ‘Língua do P’.

Participaram do segundo número da publicação tema deste ‘Café Literário’: Marcelo Atahualpa com ‘Não haverá’; Mônica Braga com ‘Conversa Fiada’; Adriana Bacellar Leite e Santos com ‘Até que a morte nos iguale’; Conceição de Maria com ‘A Primeira Festa’; Isabella Ingra com ‘Outros dias’; Sandra Wyatt com ‘Dois Milevinte Malabarismos Poéticos’; Èmí ina com‘Koan’; Carla Pereira com ‘Sem título’ e Gerson Dudus com ‘Prova dos Nove’.

"Como é um novo ano e uma nova década, resolvemos que o tema seria ‘Aspirações e proposições de ano novo’ para o Brasil, partindo das nossas vivências e lembranças do ano anterior", disse Dudus.

A poeta e artesã, Carla Pereira, em ‘Sem título’, escreve “Esse ciclo me tonteia/que o corpo quer sair/desatinando seiva/colado com água doce/nas pedras/ em outros/ agora a voz é um jorro”. Ela explica que, apesar de sua escrita ser mais introspectiva, desta vez buscou se expor mais.

"É sobre uma questão que estou vivenciando e tomando como proposta de escrita para este ano; o corpo no mundo. Estamos num momento adequado para o tema ‘corpos oprimidos’", acrescentou.

Slam - Já frequentadoras de outros coletivos levaram a proposta de Slam. Este tipo de campeonato de poesia oral surgiu com a cultura hip hop nos anos 1980, nos EUA e foi mais difundido no Brasil a partir de 2010.

"A nossa proposta é buscar apoio de grupos como o ‘Língua do P’ para organizarmos novos encontros do tipo Slam, uma reunião poética aos moldes das que acontecem no Rio de Janeiro", frisou Emily Isabel.

‘O Positivo’ - Lançado em dezembro de 2019, ‘O Positivo’ é uma publicação em formato de duplo pôster sem dobras que traz em seu nome o seu conceito: oposição a realidades que se apresentam na atualidade, “opositivo”, mas utilizando-se a linguagem de forma criativa, “positivo”. Novos poetas já entregaram textos para serem publicados nas próximas edições. Isso, segundo os organizadores do projeto, demonstra que há interesse da sociedade pela expressão poética e uma necessidade deste tipo de manifestação. A publicação tem o patrocínio do Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro NF).

O Solar dos Mellos está localizado na Rua Conde de Araruama, 248, no Centro.

Busca

Acesso Rápido

Destaque