Inova Macaé é case em Brasília

2019-11-06 14:32:00 - Jornalista: Tatiana Gama
Compartilhe:  
Foto: Divulgação
Experiência do Laboratório de Inovação é apresentada em Semana da Inovação

Com o tema “Laboratório por acaso: a experiência prática na criação e estruturação do Inova Macaé - o Laboratório de Inovação em Gestão Pública do município de Macaé”, a prefeitura participou, nesta terça-feira (5), do “momento holofote”, na 5ª Semana de Inovação em Gestão Pública, em Brasília.

A palestra foi ministrada pelo coordenador do Laboratório de Inovação em Gestão Pública - Inova Macaé, ligado à Secretaria Adjunta de Planejamento, Jerônimo Santos Lima. Também participaram do evento, o secretário adjunto de Planejamento, José Manuel Alvitos e a assessora do órgão, Edelzita Lisboa.

O Inova Macaé foi considerado case de sucesso de inovação voltado para a geração de valor público, selecionado pela equipe curadora da Semana, a partir de chamamento público. O evento prossegue até quinta-feira (7), no Instituto Serzedelo Corrêa.

“O momento foi de troca de experiências e conexões com outros estados e municípios. Além disso, fortalecemos o propósito do laboratório para a gestão pública de Macaé”, frisou o coordenador.

A conferência espera reunir aproximadamente, 1.500 participantes e mais de 80 palestrantes durante quatro dias de atividades, que incluem palestras, oficinas, mesas redondas, cursos e outras atrações.

Segundo os organizadores do evento, a Semana de Inovação tem como objetivo colocar a agenda de inovação no centro da estratégia de governo em toda a América do Sul, de modo a acelerar o progresso rumo à solução dos desafios do setor público no século XXI e, ainda, empoderar os servidores públicos enquanto protagonistas desse processo.

Com o tema “Governo para as pessoas”, a quinta edição aborda tópicos como Experiência do Usuário no Setor Público, Transformação Digital, Tecnologias Exponenciais, Formulação de Políticas Baseadas em Evidências, e Inteligência Artificial em Políticas Públicas.

O evento é uma realização do Ministério da Economia, da Escola Nacional de Administração Pública (Enap), do Tribunal de Contas da União (TCU) e da Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso), com o apoio e a participação de diversas instituições do Governo Federal, além de organismos internacionais, grupos da sociedade civil, e representantes do setor privado.

Busca

Acesso Rápido

Destaque