Lagomar recebe ações de combate e prevenção ao Aedes aegypti

2020-02-13 09:35:00 - Jornalista: Genimarta Oliveira
Compartilhe:  
Imagem de agentes
Foto: Divulgação
Ações lúdicas chamam atenção no combate ao Aedes

A Secretaria de Saúde, por meio do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), vem mantendo a rotina de vistorias em todos os bairros, distritos e localidades. Além de uma série de atividades integradas com diversas secretarias, visando o combate e prevenção ao Aedes aegypti. A próxima quarta-feira (19) será o Dia de Mobilização (Dia D).

As ações de orientação e as atividades educativas também estão sendo intensificadas. Nesta quarta-feira (12), equipes do Núcleo de Educação Permanente em Saúde (NEPS), Estratégia Saúde da Família (ESF), programa Saúde na Escola (PSE), Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) e Instituto de Biodiversidade e Sustentabilidade Nupem/UFRJ-Macaé realizaram diversas ações no Espaço Golfinho, Lagomar.

Crianças e adultos puderam saber mais sobre os hábitos, evolução e doenças transmitidas pelo mosquito, e como evitar que ele nasça. Todos participaram de atividades lúdicas com jogos educativos, pintura, vídeos e um microscópio mostrando todas as fases do ciclo de vida do mosquito (ovo, larva, pupa e adulto).

A dona de casa Vanderlúcia Santos e a pequena Valentina aprovaram a iniciativa, que chamou atenção e aguçou a curiosidade da garotada. “Achei legal, nunca participei de um evento assim. Gostei da ideia das brincadeiras, pois enquanto a mãe aprende, as crianças se divertem e brincam”, disse.

Os agentes realizam diariamente a inspeção de caixas d’água, calhas, depósitos de armazenamento de água, ralos, como também alertando os moradores da necessidade de tomar medidas preventivas. A equipe de Pontos Estratégicos fez um trabalho nos cemitérios, borracharias, ferros velhos, empresas e praças, entre outros locais.

O coordenador do CCZ, Flávio Paschoal, lembra que a melhor forma de evitar a dengue, zika e chicungunya é fazer com que o mosquito não nasça. “Essa é a forma mais eficiente de combate, e o cidadão tem papel fundamental na prevenção, em parceria com o poder público”, frisou, lembrando que a população deve evitar o acúmulo de água parada nas residências.

A equipe também percorre a cidade para atendimento das denúncias da população, como a verificação dos imóveis abandonados, piscinas sem manutenção e colocação de telas em caixas d´água.

O trabalho contra o Aedes conta com o telefone 0800-022 6461 e, para mensagens, o Whatsapp 99864-4073.

Busca

Acesso Rápido

Destaque