Prefeito anuncia medidas preventivas contra o coronavírus

2020-03-13 14:17:00 - Jornalista: Tatiana Gama
Compartilhe:  
Foto: Rui Porto Filho
Dr. Aluizio detalhou orientações do decreto municipal 27/2020

“A gente tem que se cuidar, assim iremos passar muito bem por isso. Precisamos entender que devemos evitar questões desnecessárias. Não dá para fingir que isso tudo não está acontecendo no mundo”. A afirmação é do prefeito de Macaé, Dr. Aluizio, durante encontro com a imprensa, nesta sexta-feira (13), no gabinete da Secretaria de Saúde, sobre o decreto municipal 27/2020 do Coronavírus (Covid-19). No município foram registrados nove casos suspeitos, sendo três já descartados e seis aguardam resultados.

O evento, que contou com a participação da secretária de Saúde, Deusilane Galiza, e do secretário de Educação, Guto Garcia, detalhou as orientações e determinações preventivas ao coronavírus. Segundo Dr. Aluizio, serão 45 dias de atenção, a partir desta sexta-feira, com base em dados do Ministério da Saúde e Governo do Estado do Rio de Janeiro. A Organização Mundial de Saúde (OMS) publicou, esta semana, o estado de pandemia pelo coronavírus .

“A medida segue protocolos internacionais da OMS, que relatou o início da doença em dezembro de 2019. São 118 países infectados e a expectativa que cerca de 40% da população desses países sejam contaminados. Além disso, a previsão é que 80% dos casos sejam leves e 20% com sinal de gravidade, podendo chegar ao óbito. Portanto, o que a gente faz diante desse número é se cuidar. O decreto tem o intuito da prevenção, buscando evitar que esses números cheguem a Macaé. Por outro lado, o decreto não é estático, tem seu dinamismo”, explicou o prefeito.

Dr. Aluizio acrescentou que nos próximos 14 dias, segundo expectativas do Ministério da Saúde, diversos casos possam se confirmar. Ele acrescentou que o Estado do Rio de Janeiro será uma das áreas mais frágeis.

Com relação ao fato de Macaé ser uma cidade de grande fluxo de pessoas, Dr. Aluízio afirmou que a Secretaria de Saúde está preparada e, por isso, adotou medidas como cancelamento de eventos públicos ou em espaços públicos com mais de 100 pessoas. Outra medida é a suspensão de cirurgias eletivas, com a exceção das oncológicas, para viabilizar leitos, caso seja necessário. “Daqui a 45 dias, assim que tivermos certeza que tudo está seguro, podemos repensar”, disse Dr. Aluízio.

Na próxima segunda-feira (16), o governo municipal irá se reunir com representantes da indústria de óleo e gás, na Cidade Universitária, para alinhar essas ações. A secretária de Saúde, Deusilane Galiza, informou que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária já está realizando o controle desses profissionais que embarcam e desembarcam nas plataformas da Bacia de Campos.

“É preciso trabalhar em cima de evidências para conseguirmos gerenciar. O município hoje está preparado para cuidar da nossa população, não conseguimos cuidar de toda a região. Sou prefeito de um universo de 250 mil pessoas. É fundamental que todos assumam as suas responsabilidades”, ressaltou Dr. Aluizio.

O prefeito destacou, ainda, que 42 mil estudantes estão na rede municipal de ensino em Macaé. Sobre a decisão de não suspender as aulas, Dr Aluizio explicou que o risco seria maior caso esses alunos ficassem em suas residências sem as aulas, já que grande parcela é cuidada por seus avós, e a população idosa é a mais atingida pelo vírus. Além disso, ele pontuou que crianças não têm índice da doença em todo o mundo.

“O decreto recomenda lavar as mãos, pelo menos três vezes, durante as aulas e supervisionados pela professora”, destacou.

Sobre a prova do programa Bolsa Estágio, que aconteceria no próximo domingo (14), na Cidade Universitária, com 1.367 inscritos, a medida foi adiar o processo seletivo devido ao decreto que proíbe a concentração de mais de 100 pessoas em locais públicos. “Não é importante no momento, podemos fazer depois, com segurança”, afirmou.

Outro assunto abordado na reunião se refere à Atenção Básica da Secretaria de Saúde. Por decreto, tem a orientação de fazer a busca ativa de idosos nos bairros do município. A ideia é que esse público receba todos os cuidados de prevenção.

Gabinete de prevenção

O decreto municipal cria o Gabinete de Prevenção de Cuidado aos Portadores de Coronavírus 2019, composto pela secretária municipal de Saúde; secretário municipal de Educação, superintendente do Hospital Público de Macaé, superintendente do Hospital Público de Macaé da Serra (HPMS), Coordenação da Estratégia de Saúde da Família, coordenação de emergências, que estarão sobre a presidência do prefeito.

Busca

Acesso Rápido

Destaque