Profissionais da saúde discutirão suicídio

2019-09-13 11:58:00 - Jornalista: Equipe Secom
Compartilhe:  
Foto: Arte
Encontro acontece nesta segunda-feira (16), às 9h

Em alusão ao 'Setembro Amarelo', mês mundial de prevenção ao suicídio', a Área Técnica de Vigilância e Prevenção das Violências e Acidentes da Secretaria de Saúde promoverá o Encontro da Rede de Vigilância das Violências: prevenção ao suicídio. Com foco nas providências necessárias para evitar esse mal, haverá palestras e debates nesta segunda-feira (16), entre 9h e 12h, no auditório do Centro Administrativo Luiz Osório (Cealo), na Avenida Presidente Sodré 466, primeiro andar.

Para a coordenadora da Área Técnica de Vigilância e Prevenção das Violências e Acidentes, Ananda de Moura Resende, os objetivos do encontro são a conscientização e a sensibilização de profissionais, gestores e demais convidados sobre a importância em ampliar e fortalecer as ações de promoção em saúde, vigilância, prevenção e atenção integral, relacionados ao suicídio. "Tudo isso visa reduzir casos de tentativas e de mortes por essa causa", afirma ela

Segundo disse, para participar do evento, não é necessário inscrição. O público alvo será constituído por profissionais da rede inter e intrasetorial do município. Mais informações pelo telefone 27655-8700, ramal 239 (Área Técnica Violência).

As pautas tratarão dos assuntos "Avanços e Desafios das Notificações de Tentativa de Suicídio no Município de Macaé e Conscientização do Dia Mundial de Combate ao Suicídio".As profissionais convidadas para ministrar esses assuntos são a médica Daniela Bittencourt e a psicóloga Marleide Santana.

Um problema mundial e nacional

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o suicídio se refere a um grave problema de saúde pública. "Essa situação pode ser evitada em tempo oportuno, com base em evidências e com intervenções de baixo custo", diz Ananda.

No Brasil, de acordo com números oficiais do Ministério da Saúde, 32 brasileiros se suicidam por dia, em média. "Essa é uma taxa maior do que a de vítimas de Aids e da maioria dos tipos de câncer", conta ela, acrescentando que mesmo os números sendo altos, sabe-se que são ainda maiores pois a subnotificação é reconhecida.

Informações da OMS relatam que o suicídio é a terceira causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos e a sétima causa de morte de crianças entre dez e 14 anos de idade. A OMS também afirma que o suicídio tem prevenção em 90 por cento dos casos, indicando que a prevenção é fundamental para reverter essa situação.

"Para evitar esse mal, deve-se sensibilizar, conscientizar, estimular o diálogo, e abrir espaços para reflexões. Tudo isso contribui para tirar o assunto da invisibilidade e, assim, mudar essa realidade", finaliza a coordenadora da Área Técnica de Vigilância e Prevenção das Violências e Acidentes.

Busca

Acesso Rápido

Destaque