Verão Limpo começará pela Ilha do Francês

2014-11-27 10:50:00 - Jornalista: Andréa Lisboa
Compartilhe:  
Pessoas limpando a area da praia
Foto: Arquivo Secom
O projeto "Verão Limpo" vai ser lançado pela prefeitura no próximo dia seis

Praias, cachoeiras e lagoa lotadas. A estação mais quente do ano é um convite para moradores de Macaé e turistas. Entretanto, durante o descanso e o entretenimento, poucos são os que se lembram dos cuidados necessários com o ambiente. Pets, descartáveis, latinhas e sacolas plásticas passam a fazer parte do cenário, comprometendo a beleza das paisagens, os mananciais hídricos e ainda diversas espécies. Para minimizar esse tipo de poluição, a prefeitura lança, no dia 6 de dezembro, o projeto Verão Limpo que tem o objetivo de conscientizar a população sobre a importância das pequenas atitudes de proteção à natureza.

A simples ação de recolher o próprio lixo das margens dos recursos hídricos e descartá-lo em local adequado ajuda a reduzir as consequências diretas da presença de resíduos em ambientes marinhos e costeiros. Para mobilizar a população para isso, foi criado o projeto Verão Limpo, realizado por meio da parceria entre a Secretaria Municipal de Ambiente (Sema), a Secretaria de Limpeza Pública, a Guarda Ambiental e a Fesportur, com o apoio da iniciativa privada, dos Escoteiros, de organizações civis ambientalistas e da Marinha do Brasil.

A primeira ação será na Ilha do Francês, que integra o Arquipélago de Sant’Anna - a 8 km da costa. Voluntários também poderão participar da expedição. Para isso, é preciso requisitar inscrição gratuita na Secretaria de Ambiente, rua da Igualdade, 537, bairro Imbetiba, das 9h às 16h, até sexta-feira (28). A previsão dos organizadores é que de 50 a 70 pessoas - em, no mínimo, oito embarcações - participem da coleta dos resíduos da ilha. O ponto de encontro para a retirada de crachás é o Iate Clube Macaé, às 8h. O retorno está previsto para as 15h.

- A partir dessa expedição, o Verão Limpo vai acontecer na Lagoa de Imboassica, nas praias, na região serrana de Macaé e ainda durante os eventos da Fesportur, passando, até o final da estação, pelos diversos mananciais do município. Pretendemos contar com a adesão cada vez maior das pessoas, não apenas como voluntários, mas principalmente recolhendo seus próprios resíduos durante o lazer -, diz o subsecretário de Ambiente, Fernando Horta.

Entre as consequências diretas do descarte de lixo nas praias e nas margens dos rios são os danos aos seres vivos do ecossistema, como peixes, aves, tartarugas, mamíferos marinhos e invertebrados; a introdução de espécies exóticas (através da dispersão de plásticos flutuantes); os prejuízos à navegação e às atividades pesqueiras; a degradação da paisagem; o aumento de despesas municipais com limpezas periódicas; a dispersão de doenças através da proliferação de roedores e insetos e a diminuição das receitas advindas do turismo.

Outras informações sobre o projeto ou sobre vagas para a excursão podem ser obtidas através dos telefones (DDD 22) 2796-1380, 2796-1151 e 2796-1280.

Busca

Acesso Rápido

Destaque