Mercado de Peixes  Solar dos Mellos Rio Macaé Praia dos cavaleiros Pico do Frade Cidade universitária Vista aérea de Macaé Mercado de Peixes  Solar dos Mellos Rio Macaé Praia dos cavaleiros Pico do Frade Cidade universitária Vista aérea de Macaé Mercado de Peixes  Solar dos Mellos Rio Macaé Praia dos cavaleiros Pico do Frade Cidade universitária Vista aérea de Macaé

Acesso Rápido



Como Chegar

Destaque



Notícia



Prefeito recebe comitiva da Noruega interessada em investir em Macaé

14/09/2012 16h09 - Jornalista: Janira Braga
  • Compartilhe:
 Enviar Notícia por e-mail

Prefeito recebe comitiva da Noruega interessada em investir em Macaé

Seu Nome:
Seu E-mail:
Nome do destinatário:
E-mail do destinatário:
Comentários:

Foto: Robson Maia
Riverton ressaltou que o mercado de Macaé está aberto para empresas que querem crescer e gerar emprego
O prefeito Riverton Mussi e secretários da área econômica receberam nesta sexta-feira (14), em Macaé, empresários do setor de petróleo e gás da Noruega e a prefeita da segunda maior cidade da Noruega, Bergen, Trude Drevland. O objetivo do prefeito foi mostrar o potencial econômico e o vigor para novos investimentos de Macaé para estabelecer parcerias voltadas para a indústria e a tecnologia.

A comitiva foi formada por duas delegações: Greater Stavanger, de empresários e presidentes de associações industriais da cidade de Stavanger – que possui tratado de cidade-irmã com Macaé - e municípios próximos, e Business Bergen Region, de Bergen. O prefeito Riverton Mussi explicou o crescimento acelerado de Macaé nos últimos anos e a transformação da cidade que tinha na pesca, na agricultura, na pecuária e no turismo a base de sua economia, para a Capital Nacional do Petróleo.

- O mercado de Macaé está aberto para empresas que querem crescer e gerar emprego diante de oportunidades impostas pelo cenário atual e outras iminentes, como o pré-sal. A cidade faz parte da bacia responsável pela produção de 80% do petróleo nacional e 50% do gás natural, é hoje um dos mais importantes pólos de desenvolvimento econômico do Estado do Rio de Janeiro e cidade estratégica pra o país e a prefeitura garante a infraestrutura para a ampliação do parque industrial na cidade e a instalação de novos negócios – ressaltou o prefeito.

A localização geográfica, a demografia, os setores de saúde, educação, infraestrutura e logística, o crescimento econômico, a rede hoteleira, a mobilidade, os projetos de qualificação profissional, como a Cidade Universitária, o Centro de Educação Tecnológica e Profissional (Cetep) foram citados pelo prefeito para os empresários.

De acordo com a prefeita de Bergen, Trude Dreveland, os empresários da sua região, voltados para o setor de petróleo e gás, querem fazer negócios e consideram importante a troca de informações com Macaé. “Em uma democracia como a Noruega, é importante ouvir e aprender”, disse.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Cliton da Silva Santos, destacou que existe um tratado entre Macaé e Stavanger devido à identidade parecida que as cidades têm. “Foi feito um acordo durante a Missão Comercial e Tecnológica do Setor de Petróleo, Gás e Naval, ocorrida no ano passado, que evolui e nosso objetivo é conquistar mais investimentos para Macaé, em áreas como a tecnologia e a educação”, detalhou.

Associações da indústria e do comércio participam do encontro

Representantes da Associação Comercial e Industrial de Macaé (Acim), da Comissão Municipal da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) e da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) participaram do encontro com os empresários.

O líder diretor da Greater Stavanger, Jan Sappeland, avaliou que Macaé e Stavanger têm características comuns. “Para os dois lugares, a indústria do petróleo tem sido uma benção e um desafio. Temos muito que conversar com Macaé”, frisou.

Para Evandro Esteves, presidente da Comissão Municipal da Firjan, a presença da delegação poderá fazer com que cresça o número de empresas norueguesas em Macaé. “O mundo do petróleo demanda muito de tecnologia, as perspectivas de produção da Petrobras estão muito rápidas, quanto mais empresas que possam trabalhar com conteúdo local, é melhor. Ou seja, empresas de fora que se estabeleçam no Brasil para produzir e gerar tecnologia no Brasil. A Firjan é parceira neste projeto porque incentiva a indústria nacional e cria uma nova indústria”, acentuou, acrescentando a importância do contato com a norueguesa NCE Subsea.

Evandro Cunha, presidente da Acim, afirmou que a troca de experiências pode aperfeiçoar a tecnologia da indústria do petróleo. “É importante estarmos abertos para conhecer e entender melhor o mundo do petróleo e gás. Estamos em um momento em que o mundo está focado no Brasil e temos que acompanhar o desenvolvimento”, analisou.

Segundo o presidente do Fundo Municipal de Desenvolvimento Econômico, Francisco Navega, a Noruega inovou, criou conteúdo local, regime de concessão e partilha e hoje possui todas as formas de explorar o petróleo. “As empresas norueguesas discutem a possibilidade de grandes parcerias, de trazer o conteúdo local e a tecnológica. A iniciativa partiu da Missão Comercial e Tecnológica do Setor de Petróleo, Gás e Naval no ano passado, quando mantivemos aproximação com a Noruega em prol da transferência de conhecimento e do desenvolvimento”, citou.

O subsecretário de Indústria e Comércio, Edmilson Gonçalves, assinalou que a secretaria de Desenvolvimento Econômico irá continuar fornecendo todas as informações necessárias sobre o potencial de Macaé para os possíveis investidores.
Fotos Relacionadas
+ Notícias 


Rodapé

Prefeitura Municipal de Macaé
AV. Presidente Sodré, 534, Centro
CEP: 27913-080 - Tel.: (22) 2791-9008