Prefeitura Municipal de Macaé

Secretaria de Educação

Projeto Eleitor do Futuro estimula a cidadania

2017-08-08 17:03:00 - Jornalista: Joice Trindade
Compartilhe:  
Foto de alunos em escola
Foto: João Barreto
Saúde, integração da comunidade escolar e esporte são temas abordados

O clima de eleição começou a agitar a rede municipal com o projeto Eleitor do Futuro. A votação foi iniciada nesta terça-feira (8) no Ciep Municipal Maringá (Campo do Oeste), segue nesta na quarta-feira (9) no Colégio Professora Maria Isabel Damasceno Simão e na quinta-feira (10) na Escola Polivalente Anísio Teixeira. A programação continua no dia 14 no Ciep Municipal Leonel de Moura Brizola (Barra). Macaé se destaca no Estado por ser uma das poucas cidades selecionadas pela Escola Judiciária e que apresentou uma adesão expressiva de alunos no projeto.

Durante a votação são escolhidos representantes dos partidos "Vida e Saúde", "Liberdade, Respeito e Dignidade", "Esporte, Lazer e Integração da Comunidade Escolar", "Segurança Pública e Combate à Violência" e "Educação, Profissionalização e Cultura". A diplomação dos eleitos acontece dia 23, às 10h, no Teatro Municipal.

O programa Eleitor do Futuro quer despertar nos alunos das turmas de 9º ano, o interesse de participar de forma responsável e consciente sobre o processo político; conhecer a organização estrutural de um processo eleitoral e simular os trâmites legais de uma eleição.

Mobilização - Durante a votação simulada, os alunos usaram o título de eleitor fictício elaborado e distribuído pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Nos corredores e pátios do espaço escolar se encontravam alunos com materiais das eleições como adesivos dos partidos afixados nas camisas e debates sobre as propostas. A movimentação do processo eleitoral recebeu atenção especial dos fiscais e mesários, que tiveram acesso a urnas eletrônicas, boletins, caderno de votação e até mesmo entrega de comprovante eleitoral.

Os alunos Eduarda Gregório e Jonatan Silva foram mesários que atuaram com disposição na eleição. Para Jonatan, a votação teve um gostinho especial. "Depois que me envolvi no processo eleitoral, decidi ter logo em mãos o título de eleitor. E se for convocada para trabalhar como mesário nas eleições reais eu vou adorar", conta o estudante de 15 anos.

Alunos debatem temas como educação e cultura

Para dar mais realidade ao processo eleitoral, os alunos promoveram comícios e debates, além de terem produzido material gráfico na campanha. A elaboração das propostas seguiu orientações do secretário de Educação, Guto Garcia, que ministrou oficinas para os alunos. As cartas de intenções serão encaminhadas aos gestores públicos municipais.

A aluna Esther Sampaio, do grupo da Segurança Pública e Combate à Violência, assinalou a importância da integração e comprometimento de alunos e familiares. Integrante do partido "Educação, Profissionalização e Cultura", o aluno Guilherme Gonçalves desenvolveu propostas sobre a importância da leitura e de projetos de incentivo à ciência.

O processo eleitoral contou com acompanhamento da analista judiciária e chefe da 254ª zona eleitoral, Brunella Amorim Pagotto, além do técnico judiciário, Eduardo Gouveia, além da coordenadora de Conselhos Escolares, Márcia Corrêa, e sua equipe. "Foi muito trabalho, mas ver o interesse dos alunos quanto ao processo eleitoral e também na emissão de títulos de eleitor nos enche de orgulho", comenta Brunella.

O programa é uma parceria da 254ª Zona Eleitoral de Macaé, Escola Judiciária Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro com a Secretaria de Educação de Macaé.

+ Mais Notícias
Busca

Destaque