Prefeitura Municipal de Macaé

Secretaria de Educação

Semana de Educação Alimentar movimenta escolas

2017-05-17 18:33:00 - Jornalista: Joice Trindade
Compartilhe:  
Foto de Alunos da Rede Municipal experimentando frutas frescas
Foto: Rui Porto Filho
Crianças aprendem que alimentação equilibrada reflete na condição da saúde e previne doenças

Intensificar o gosto pela alimentação saudável de forma interativa. Esta é uma das propostas da Semana de Educação Alimentar, que segue até o final do mês nas escolas. Alunos da Educação Infantil e do Ensino Fundamental (primeiro ao nono ano) têm contato com alimentos frescos, participam de plantio de mudas, degustação e produção coletiva de saladas e de suco verde.

Gustavo Oliveira, de cinco anos, escolheu o morango na programação realizada nesta quarta-feira (17) na Escola Municipal de Educação Infantil Nossa Senhora da Conceição, no Parque Aeroporto. Até sexta-feira (19), a escola disponibiliza um hortifruti com frutas e verduras para os estudantes degustarem e escolherem os preferidos.

Os alunos aprendem a plantar e colher alimentos, além de fazer bolo saudável de aveia. Na feira, os alunos da turma de pré II participaram de uma compra simulada de frutas, que variavam de preço de R$2 a R$10, trabalhando também a disciplina da matemática.

As crianças são ensinadas a valorizar o sabor e a dar importância a frutas como morango, maçã, melão e melancia. Heitor de Oliveira, de cinco anos, foi um deles. Pela primeira vez ele teve a oportunidade de comer caqui. "Gostei. O caqui é doce. É uma fruta bonita", conta.

De acordo com a diretora da escola, Aline Bittencourt, as turmas participaram de atividades pedagógicas diferenciadas com interação musical por meio da obra da escritora Bia Bedran.

Nutrição saudável é incentivada

A Semana de Educação Alimentar está prevista na lei estadual 4.856 e atende ao Programa Nacional de Alimentação Escolar, que tem como objetivo incentivar a alimentação saudável junto aos estudantes das escolas, com a utilização de alimentos frescos.

O secretário de Educação, Guto Garcia, explica que a proposta é que os trabalhos desenvolvidos nas escolas contribuam na formação de hábitos alimentares saudáveis e no consumo desses alimentos junto às famílias. "A rede municipal está focada em difundir cada vez mais o que a alimentação saudável pode proporcionar. O melhor é que os alunos transmitem essas informações para as suas famílias”, observou.

A expectativa é que as escolas incentivem os estudantes a identificar e consumir frutas e verduras, frequentando feiras junto com os familiares. Macaé prioriza o uso de alimentos naturais e frescos na merenda escolar e cumpre a Lei 11.947/2009, que prevê a aplicação de 30% dos recursos da merenda escolar, provenientes do Governo Federal, na compra de produtos da Agricultura Familiar.

+ Mais Notícias
Busca

Destaque