Prefeitura Municipal de Macaé

Secretaria de Agroeconomia

Prefeitura apoia produção agrícola hidropônica no município

2016-12-29 09:40:00 - Jornalista: Carla Cardoso
Compartilhe:  
Foto da plantação
Foto: Maurício Porão
Além da hidroponia, o produtor está atuando com plantio no solo

Nem o sol escaldante desses primeiros dias de verão tiram o frescor e o verde das folhas de alface plantadas pelo produtor rural Alexandre Valadares Ramos. O morador da localidade de Califórnia, em Macaé, vem utilizando a técnica de hidroponia para o plantio da hortaliça. E com o apoio da prefeitura, por meio da Secretaria de Agroeconomia, o escoamento da produção, tem comemorado o crescimento de seu negócio.

O secretário da pasta, Joaquim Jardim, ressalta que tem fornecido o apoio para a comercialização dessa produção. "É uma tecnologia simples e com o esforço do produtor, a gente está vendo o resultado. Também economiza água, se compararmos com o plantio tradicional. Isso mostra que é possível, até em terras menores, tirar renda e suprir parte da necessidade da região. Tem demanda. Só precisa de investimento e a prefeitura pode ajudar com o apoio técnico", observa Jardim.

Alexandre é o primeiro produtor do município a utilizar a técnica que cultiva plantas sem solo, onde as raízes recebem uma solução nutritiva balanceada com água e todos os nutrientes necessários. O produtor aprendeu a hidroponia com o tio com quem trabalhava quando morava em Teresópolis. Após uma forte chuva, que devastou toda a lavoura da família, Alexandre perdeu tudo e resolveu vir para Macaé, em 2011, com a família, para recomeçar a vida.

- Assim que comecei, com uma estufa e seis mil pés de alface, já participei com a merenda escolar do município. Hoje, já produzimos 200 mil mudas de alface a cada mês. São 30 dias para preparar as mudas, oito dias para ficar no que chamamos de berçário e 25 dias para se tornar adultas, já nos tubos com a água e nutrientes, explica o produtor que aguarda o resultado da chamada pública para fornecer produtos, mais uma vez, para a merenda escolar.

Alexandre também fornece as hortaliças para hortifrutis e mercados de Macaé e Rio das Ostras. Com o aumento da produção, acredita que poderá expandir seu negócio. As hortaliças são colhidas todas as tardes e, no dia seguinte, às 5h, já começa a entrega. Todo equipamento e maquinário pertencem ao produtor que trabalha em parceria com três famílias, todas parentes: mãe e dois primos.

Além da hidroponia, o produtor está atuando com plantio no solo. Apesar de ter um chão mais arenoso, Alexandre tem preparado a terra e expandiu o plantio de couve, brócolis, cheio verde e pretende, ainda, colocar pimentão vermelho, amarelo e tomatinho cereja. "Não uso agrotóxico, não uso veneno, só utilizo os adubos especais para cada tipo de hortaliça. Por causa disso, tem sempre uma perda de cerca de 40% das mudas", explica Alexandre.

Engenheiro agrônomo da prefeitura, Ney Aleixo, acompanha de perto o desenvolvimento do trabalho do produtor rural. "Esse sistema é interessante e cada planta tem uma dosagem de adubo especial e se adapta a terrenos mais baixos também. Na área tem poço com água nascente. A água se concentra nas raízes o que evita certos tipos de pragas, já que há doenças que são favorecidas no processo de molhagem das folhas", explica Ney.

Hidroponia - Hidroponia (do grego: água + trabalho) é um sistema de cultivo de plantas caracterizado por não precisar de terra (solo). As raízes ficam dentro da água. Soluções fertilizantes são adicionadas à água para alimentar as plantas. Os produtores encontraram na hidroponia muitas vantagens: ocupa um espaço reduzido e tem o clima da estufa controlado permitindo produzir o ano todo. Diminui a quantidade de água utilizada, por possuir um sistema fechado, além de utilizar um espaço muito menor do que a agricultura tradicional. É uma alternativa onde o solo não mais comporta a plantação. Hoje, é possível encontrar muitos produtos hidropônicos nos supermercados.

+ Mais Notícias
Busca

Destaque