Secretaria de Esportes

Projeto Luz Verdadeira recebe visita da Secretaria de Esportes

2019-08-26 10:48:00 - Jornalista: Equipe Secom
Compartilhe:  
Foto dos atletas participantes
Foto: Divulgação
Iniciativa oferece alugas gratuitas de jiu-jitsu a crianças, jovens e adultos autistas e com outras deficiências

Sensibilidade e reconhecimento. O Projeto Luz Verdadeira, que utiliza o Jiu-Jitsu como forma de incluir crianças e jovens com deficiência intelectual e física na sociedade, recebeu a visita da secretária de Esportes, Andréia Freitas e equipe, no Centro de Treinamento de Macaé. A intenção era conhecer e acompanhar uma aula especial de Jiu-Jitsu, em reconhecimento à iniciativa privada, única em Macaé, que oferece aula dessa modalidade a crianças, jovens e adultos autistas e com outras deficiências.

"O projeto Luz Verdadeira desenvolve trabalho inovador, mostrando que, com determinação, força de vontade, amor e dedicação, tudo é possível", destacou a secretária sensibilizada.

O projeto, segundo relatos, tem conseguido resultados bastante significativos, inclusive em casos de portadores de autismo em grau mais elevado. Há evidências que, após a prática de Jiu-Jitsu, alterações positivas comportamentais são constatadas, como também na coordenação motora e aprendizado, demonstrando a importância do trabalho e do Jiu-Jitsu como ferramenta de inclusão.

O Luz Verdadeira atende gratuitamente dezenas de alunos. O projeto é mantido por doações de empresários e das próprias famílias, sendo uma iniciativa da Loja Maçônica Lacerda Agostinho.

Para a secretária Andreia Freitas, "esse é um trabalho maravilhoso e merece todo o apoio da comunidade. O Luz Verdadeira visa o atleta, mas, sobretudo, o ser humano", disse ela, que garantiu camisas para o projeto.

"Um trabalho espetacular, que faz a diferença na vida das famílias. Não tem como não reconhecer essas pessoas que se doam pelo próximo, mesmo que seja uma ou duas horas na semana", relatou a secretária, anunciando que, em breve, todos os profissionais do esporte estarão capacitados para atender adequadamente crianças, jovens e adultos com especificidades.

Segundo Lucia Anglada, do Motivados pelo Autismo Macaé (Mopam), que apoia o Projeto Luz Verdadeira, as aulas de artes marciais oferecidas gratuitamente para pessoas com deficiência (crianças a partir de 6 anos, jovens e adultos), conta com a atuação de instrutores graduados, psicólogos, psiquiatras e nutricionistas. "É um lindo trabalho que está sendo realizado no CT Macaé desde março desse ano", destacou Lucia.

As aulas são realizadas às sextas-feiras, de 11h30 às 13h, no CT Macaé, Rua Barão de Mauá, 80, Centro, próximo à Secretaria de Mobilidade Urbana.

+ Mais Notícias