Novos agentes intensificam combate ao mosquito causador da chicungunha

2019-05-07 17:23:00 - Jornalista: Genimarta Oliveira
Compartilhe:  
Foto de agentes vistoriando caixa d'água.
Foto: Divulgação
Reforço conta com 50 novos profissionais, que visitam residências e orientam população

Os 50 agentes de endemias, contratados pela Prefeitura de Macaé por meio de Processo Seletivo Simplificado, reforçam as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chicungunha. Após o treinamento teórico, eles estão em campo, participando do trabalho de Levantamento Rápido de Índice para o Aedes aegypti (LIRAa), com acompanhamento de instrutores do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ).

Com os novos agentes, o CCZ ampliará sua atuação, principalmente com ações de bloqueios de casos suspeitos das doenças, com visitas nas residências para orientação da população, remoção de possíveis criadouros e pulverização nos imóveis.

Durante as visitas, os agentes de endemias mostram aos moradores os principais pontos de vistoria e lembram que é preciso fazer semanalmente este controle. De acordo com os levantamentos realizados no município, os principais criadouros do mosquito são os grandes reservatórios, como caixas d’água, galões e tonéis, muito utilizados para armazenagem de água.

Os cuidados também devem ser redobrados com os pequenos reservatórios, como vasos de plantas, calhas, garrafas, lixo a céu aberto, bandejas de ar condicionado e de geladeiras, entre outros.

Para solicitações, denúncias e informações, a população pode utilizar WhatsApp no número 99864-4073. A comunicação é feita direto com o Centro de Controle de Zoonoses.

Busca

Acesso Rápido

Destaque