Profissionais de saúde recebem treinamento sobre coronavírus

2020-02-05 14:38:00 - Jornalista: Tatiana Gama
Compartilhe:  
Foto: Rui Porto Filho
Evento, realizado pela prefeitura, foi destinado a profissionais do setor público e privado

Mesmo não tendo casos suspeitos do novo coronavírus (2019-nCoV) no município, a Prefeitura de Macaé, através da Secretaria de Saúde, realizou, nesta quarta-feira (5), a capacitação de profissionais dos setores público e privado. A iniciativa faz parte do plano preventivo do município. O treinamento, que aconteceu no Centro de Convenções Jornalista Roberto Marinho, apresentou fluxogramas de atendimento e definição de casos suspeitos. O cenário epidemiológico foi abordado pelos médicos infectologistas da rede pública de saúde Glaura Terra e André Faria.

O prefeito Dr. Aluizio destacou que a proposta é a prevenção. “O coronavírus é uma doença global e não temos a certeza se ela vai chegar ou não ao município, por isso, a importância de se antecipar. Macaé é uma cidade que recebe diversas pessoas de outros países. O caminho é a prevenção, por meio do conhecimento. Desta forma, conseguimos, em caso de necessidade, ter um diagnóstico diferenciado”, pontuou Dr. Aluízio.

De acordo com a secretária de Saúde, Deusilane Galiza, a ideia é preparar os profissionais da área de saúde para lidar com assuntos relacionados ao vírus. “Médicos, enfermeiros e profissionais da atenção básica, média e alta complexidade participam da capacitação. O Ministério da Saúde já publicou o estado de emergência, portanto, os municípios devem promover ações como treinamentos e materiais necessários para o atendimento de qualquer caso caso suspeito”, explicou a secretária.

O treinamento incluiu informações como situação epidemiológica, manejo clínico, biossegurança, dúvidas sobre o coronavírus e recomendações técnicas preconizadas pelo Ministério da Saúde e pela Organização Mundial da Saúde (OMS). O fluxograma, elaborado pelo município, definiu critérios clínicos e epidemiológicos, atendimento médico e orientações.

Segundo os especialistas, um caso pode ser considerado suspeito se nos últimos 14 dias antes do início dos sintomas, o paciente tiver histórico de viagem à área com transmissão local ou nos últimos 14 dias antes do início dos sintomas, tenha tido contato próximo com caso suspeito ou confirmado de coronavírus 2019. A unidade de saúde referência em Macaé será o Hospital Público Municipal (HPM). 

Coronavírus 2019

Em boletim divulgado na última segunda-feira (3), o Ministério da Saúde apontou que 14 pacientes são monitorados no Brasil por suspeita de terem sido infectados por coronavírus. A nova variação do coronavírus, chamado de novo coronavírus 2019-nCoV, foi descoberta no fim de dezembro de 2019 e pode causar doenças respiratórias em seres humanos e animais.

Não há vacina ou medicamento específico disponível. O tratamento é de suporte e inespecífico. O período médio de incubação da infecção por coronavírus é de 5 dias, com intervalo que pode chegar até 16 dias.

Busca

Acesso Rápido

Destaque