Com apoio da prefeitura escoteiros do mar retomam atividades em 2010

Mar 5, 2010 10:49:59 AM - Jornalista: Equipe Secom

O Grupo Escoteiro do Mar Macahé (115º RJ), com o apoio da Prefeitura de Macaé, retomou suas atividades em 2010 com uma séria de ações, envolvendo os jovens e a comunidade, entre elas uma gincana cultural e social, ações de prevenção da dengue e competições de caiaques e outras atividades náuticas.

Para o presidente Pedro Freitas, as atividades buscavam integrar ainda mais os membros do grupo, durante o período de férias escolares. “Mais do que o contato com a natureza, um grupo escoteiro pode desenvolver cidadania, como no caso do 115° Grupo Escoteiro do Mar Macahé, que levou oportunidade à periferia da cidade. Durante as férias escolares, desenvolvemos diversas atividades com eles, visando essa integração”, afirmou.

Na parte cultural, os jovens do grupo tiveram contato com a arte carnavalesca, onde conheceram as escolas de samba do município, seus samba enredos e um pouco da sua história. “A proposta foi mostrar aos jovens que o carnaval é parte da cultura local e deve ser valorizada”, ressaltou a chefe de lobinhos Shayane Alexandre.

Os jovens também tiveram que visitar monumentos históricos do município, bem como entidades que promovem ações sociais, para conhecer um pouco do trabalho realizado. “Eles foram divididos em equipes, que tinham nomes de pessoas que contribuíram para minimizar os problemas do mundo como dona Zilda Arns, Herbert de Souza (Betinho), Mahatma Gandhi e Muhamma Yunnus. Com isso, também aprenderam um pouco mais sobre pessoas que dedicam seu tempo a fazer o bem ao próximo”, explicou Jorge Antonio, chefe dos escoteiros.

Outra ação que os jovens desenvolveram durante as férias foi a fabricação de armadilhas contra o mosquito da dengue, feitas de garrafa pet. Além de fabricarem e doarem para moradores do bairro diversas armadilhas, eles também ensinaram a população a construírem em casa, ajudando na prevenção à doença.

Os escoteiros passaram o domingo (28) na praia da Imbetiba. Com a orientação de instrutores, realizaram diversos desafios esportivos, como competição de caiaque, natação, corrida, entre outros. Para a jovem Mariana da Silva, de 13 anos, foi bom participar da atividade. “Essa gincana possibilitou que a gente se aproximasse ainda mais de todos os membros do grupo, e deu oportunidade legal de estarmos juntos durante as férias da escola, aprendendo mais sobre Macaé, e sobre diversas coisas”, destacou.

Esse final de semana as atividades voltam a acontecer. Será no sábado (06), das 9h às 12h, na sede do grupo, que fica na na Avenida 6, s/nº, Ajuda de Baixo (ao lado do Campo de Futebol). Para quem quiser conhecer o Movimento Escoteiro, em especial o 115º Grupo Escoteiro do Mar Macahé, pode acessar o site www.macahe.org.br ou www.guiadoescoteiro.org.br, enviar um email para macahe@gmail.com, ou aparecer na sede.

Quem pode ser escoteiro

O Movimento Escoteiro é dividido de acordo com a faixa etária dos jovens, sendo que, para a participação dos adultos voluntários não existe idade limite. Além disso, mesmo sem experiência anterior, todos podem participar, pois, de acordo com o diretor presidente, o que importa é vontade de fazer bem ao próximo.

Lobinhos (as): entre 7 e 11 anos;
Escoteiros (as): entre 11 e 15 anos;
Sêniores (guias): entre 15 e 18 anos;
Pioneiros(as): entre 18 e 21 anos.