Prefeitura Municipal de Macaé

Secretaria de Desenvolvimento Social, Direitos Humanos e Acessibilidade

Abrigo de inverno é aberto a moradores em situação de rua

2018-06-21 19:09:00 - Jornalista: Julie Silveira
Compartilhe:  
Foto do interior do abrigo com diversas camas.
Foto: Mauricio Porão
Assistidos devem procurar o abrigo entre 18h e 22h

Com a chegada da estação mais fria do ano, a Prefeitura de Macaé, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social, Direitos Humanos e Acessibilidade, deu inicio, nesta quinta-feira (21), às atividades no abrigo temporário de inverno, localizado na praça Washington Luiz, no Centro. Os assistidos devem procurar o espaço entre 18h e 22h, podendo permanecer até às 8h do dia seguinte. O local conta com uma estrutura de 100 metros quadrados, além de uma base da Guarda Municipal funcionando 24 horas. A entrada será consentida mediante cadastro no Centro Pop - Serviço Especializado para Pessoas em Situação de Rua e migrantes.

Todos os moradores em situação de rua que procurarem o abrigo vão receber acolhimento de equipe multidisciplinar, como profissionais do Consultório de Rua, da Secretaria de Saúde, bem como a agendamento para confecção de documentos, caso haja necessidade.

Morador em situação de rua e primeira pessoa a procurar o abrigo, Carlos Junior Miranda (27), que chegou em Macaé há dois anos, está em busca de uma oportunidade de emprego.

"Só de não estar na rua já é o suficiente. Vou aproveitar o conforto do abrigo para reerguer minha vida. Já passei por várias cidades e nunca tive esse privilégio. Agradeço a Deus por estar em Macaé e por ter uma cama para dormir", destacou Carlos.

A Secretaria Adjunta de Trabalho e Renda vai permanecer no local, a partir da próxima semana (25), de segunda a sexta-feira, entre 8h e 11h, para auxiliar os assistidos na emissão de documentação e encaminhamento ao mercado de trabalho.

O espaço conta com 50 dormitórios, masculino e feminino. Será fornecido café da manhã e o almoço será servido no Restaurante Popular. Algumas regras foram estabelecidas para melhor convivência dos assistidos, são elas: não será permitida a entrada de menores de 18 anos; proibição de agressões físicas e verbais; uso de álcool e outras drogas; entrada com objeto cortante. As demais regras estão afixadas no local.

De acordo com a secretária de Desenvolvimento Social, Tatiana Pires, a secretaria está solicitando ajuda para poder servir o jantar. "Estamos pedindo aos nossos parceiros, como igrejas e outros grupos religiosos e instituições, a doação de alimentos para que o jantar seja fornecido aos nossos assistidos", pontuou. A secretária ainda acrescentou que o Exército doou 10 beliches e colchões, e o cerimonial da prefeitura 40 camas e também colchões.

A ação conta com a parceria das secretarias municipais de Ordem Pública, Saúde e as adjuntas de Serviços Públicos, Qualificação Profissional, além do Exército, sociedade civil organizada, igrejas e outras instituições.

A população poderá contribuir com a ação solidária, com doação de cobertores, meias e agasalhos. Quem quiser ajudar poderá ter mais informações pelo e-mail semas@macae.rj.gov.br ou pelo telefone 2765-0593, de 8h às 17h. O abrigo vai funcionar também no final de semana.

Serviços - A prefeitura conta com o serviço de abordagem social vinculado ao Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro Pop), da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos. A equipe de abordagem é composta por assistentes sociais, psicólogos e educadores sociais, que realizam a busca ativa das pessoas em situação de rua.

A proposta do trabalho é contribuir na reconstrução do projeto de vida do cidadão em situação de rua. O local, que funciona na rua José Bruno de Azevedo, 99, ao lado do Terminal Central, é um espaço para que essa população possa fazer suas refeições, higiene pessoal e guardar seus pertences. Atualmente o local possui 80 cadastrados.

O Centro Pop oferece ainda assistência necessária para o encaminhamento para o mercado de trabalho, profissionalização, oficinas, rodas de conversas e atendimento psicossocial.

Outro serviço é a Pousada da Cidadania. O local é uma alternativa quando a pessoa em situação de rua deseja sair dessa condição, oferecendo moradia provisória. A Pousada da Cidadania tem capacidade para 50 pessoas e está localizada na rua Orlando Tardele, 206, no bairro Bela Vista.

A prefeitura também conta com o programa Consultório de Rua, formado por profissionais como médicos, enfermeiros, cuidadores, assistentes sociais e fonoaudiólogos, que leva às ruas o acesso a cuidados com a saúde. Os atendimentos buscam ainda contribuir para a recondução ao lar/família e ao mercado de trabalho.

+ Mais Notícias