Prefeitura Municipal de Macaé

Secretaria de Desenvolvimento Social, Direitos Humanos e Acessibilidade

Famílias vivem nova realidade no Bosque Azul

2018-07-06 12:17:00 - Jornalista: Julie Silveira
Compartilhe:  
Foto: João Barreto
Em Macaé, 1.803 famílias já foram beneficiadas com um novo lar

 Um gesto de cuidado e carinho está deixando o Empreendimento Residencial Carlos Emir, no Bosque Azul, cada dia mais bonito. Ex-moradores da localidade de Águas Maravilhosas decidiram plantar orquídeas, lírios, manjericão, hortelã-pimenta, além de uma variedades de plantas e, com isso, transformaram o ambiente em que vivem. Em Macaé, 1.803 famílias já foram beneficiadas com o acesso a uma moradia de qualidade, por meio do contrato com o Programa Minha Casa, Minha Vida, assinado pelo prefeito Dr. Aluizio.


 Há um ano, o casal Márcia Silva (56) e Quideles Rodrigues (56), saíram de Águas Maravilhosas e foram construir uma nova vida no Bosque Azul. Foi quando eles decidiram unir seus vizinhos e implantar uma área verde em seu bloco. "Hoje, a gente já colhe os frutos. Os temperos que utilizamos em nossa cozinha são plantados e colhidos por nós. Somos gratos e felizes. Nossos vizinhos são os mesmos de anos. Somos uma família", pontuou Márcia.

Também moradora há um ano, Rita Ribeiro (61), tem seu bloco rodeado de flores, temperos, e ervas medicinais. "Estou feliz. Passei oito anos sem saber o que era água corrente. Tomava banho no caneco e lavava roupa na bacia, o que me proporcionou graves problemas de saúde. Não podíamos receber encomendas, pois não tínhamos endereço. Hoje, a gente tem dignidade e nossas plantações demonstram toda essa alegria", disse Rita.

A satisfação das famílias que moram no Residencial Carlos Emir aparece de formas diferentes. No caso do casal Diana Luz (30) e Dhonathan Gonçalves (30), pais dos pequenos Pedro Lucas (12) e Cauã (1), a gratidão por poder pagar um curso para o seu filho aparece em primeiro plano.

"Morávamos no bairro Ajuda e pagávamos R$ 400 de aluguel. Hoje, pagamos R$ 100 e temos a nossa casa própria. Com os R$ 300 que sobram em nosso orçamento, a gente pode pagar um curso de informática para o Pedro e ainda complementar o supermercado", explicou Diana.

Mais informações sobre o Programa Minha Casa, Minha Vida podem ser obtidas na Secretaria Adjunta de Habitação situada à rua Marechal Rondon, 390 - Miramar.

+ Mais Notícias