Prefeitura Municipal de Macaé

Secretaria de Mobilidade Urbana

Ciclovia passa por reparos para dar mais segurança

2017-03-06 16:35:00 - Jornalista: Carla Cardoso
Compartilhe:  
Foto de homens trabalhando em ciclovia
Foto: Rui Porto Filho
Manutenção é realizada entre as praias do Pecado e Cavaleiros

Desde sexta-feira (3), a ciclovia entre as praias do Pecado e Cavaleiros está passando por reparos. As melhorias buscam maior segurança aos ciclistas. - Estamos fazendo os reparos e até semana que vem vamos terminar com a pintura nas faixas. Parte da Linha Verde também recebeu manutenção e vamos finalizar esse outro trecho -, explica Júlio Antunes, secretário de Mobilidade Urbana.

Para a prefeitura, a preocupação com a segurança de ciclistas tem sido constante, visto que, a exemplo de grandes cidades do país, Macaé vem ampliando sua malha cicloviária, com um trabalho sério que é estudado e implementado desde 2015. Segundo dados do Ministério da Saúde, 32 ciclistas são internados por dia no Brasil, vítimas de acidentes de trânsito. E, na maioria das vezes, a ciclovia não é respeitada pelos carros.

Em Macaé, agentes do trânsito têm feito, constantemente, um trabalho de conscientização com motoristas sobre cuidados e respeito ao ciclista. O último levantamento do Ministério da Saúde, feito em 2014, sobre acidentes de trânsito, diz que 1.357 usuários de bicicletas morreram em todo o país naquele ano. Em 2013 foram 1.348 mortes.

O Código de Trânsito Brasileiro traz alguns pontos importantes sobre essa questão. O artigo 29, que trata sobre as normas gerais de circulação e conduta, aponta que atitudes como andar praticamente colado na traseira do ciclista ou imprensá-lo contra a calçada são infrações graves. Segundo a lei, o motorista deve ficar a um metro e meio de distância do ciclista em pistas ou em ciclofaixas.

A bicicleta é um meio de transporte e deve ter o seu espaço nas vias das cidades. Não poluente e seguro, é um veículo cujo uso diário deve ser estimulado, junto a um trabalho de conscientização e educação. Ainda no artigo 29 do código de trânsito, fica clara a responsabilidade dos veículos de maior porte na segurança dos menores, os motorizados pelos não motorizados e, ambos, pela segurança dos pedestres.

A Coordenadoria de Educação no Trânsito da Secretaria de Mobilidade Urbana tem como lema que a calma e respeito são as palavras que devem ser usadas neste momento de mudanças no trânsito. Há espaço para todos os veículos e tanto ciclista quanto motorista devem se atentar a algumas questões. O ciclista, por exemplo, deve ter uma bicicleta em bom estado, com material reflexivo, para aparecer à noite, ter retrovisor. É um veículo como qualquer outro e é preciso se comportar como tal, andar na mão, na direção correta, seguindo a sinalização.

Ciclistas, vejam alguns cuidados:

- Equipe a sua bicicleta com dispositivos refletivos de segurança.

- Use o capacete adequado. Mesmo pequenos acidentes podem resultar em traumatismos cranianos.

- Não utilize fones de ouvido. Usar a audição exclusivamente para os sons do trânsito.

- Conscientize-se da sua fragilidade.

- Trafegue preferencialmente por pistas exclusivas (ciclovias).

- Seja previsível, certificando-se de que está sendo visto.

- Nas calçadas, praças e calçadões, desça e empurre a bicicleta.

- Não transporte cargas inadequadas ou passageiros fora da garupa.

- Não pegue carona na lateral de ônibus e caminhões, mantenha fila única quando estiver em grupo.

- Mantenha as mãos no guidom e os pés nos pedais.

- Sinalize suas manobras com antecedência.

- Esteja atento às portas dos carros estacionados.

- Preste atenção no desembarque de passageiros dos ônibus.

- Tenha atenção com saídas de garagem.

- Não tome bebidas alcoólicas antes de andar de bicicleta.

- Pedale no lado direito da via e no mesmo sentido dos carros.

- Preste atenção em crianças e idosos.

- Use roupas claras ou refletivas quando pedalar à noite.

- Não transporte crianças pequenas.

+ Mais Notícias
Busca

Destaque