Prefeitura Municipal de Macaé

Secretaria de Ordem Pública

Pluviômetros automáticos irão medir chuvas em tempo real

2018-08-13 16:30:00 - Jornalista: Tatiana Gama
Compartilhe:  
Foto de equipamento instalado pela Defesa Civil
Foto: Divulgação
Equipamentos foram instalados na Defesa Civil

Para ampliar a rede de monitoramento pluviométrico no país, Macaé recebeu dois pluviômetros automáticos do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden). Os equipamentos foram instalados na sede da Secretaria Adjunta de Defesa Civil, ligada à Secretaria de Ordem Pública, localizada no Novo Cavaleiros, e no destacamento da região serrana, em Glicério. O propósito é medir a quantidade e a intensidade das chuvas que possam deflagrar deslizamentos de terra, inundações e enxurradas.

De acordo com o coordenador operacional da Defesa Civil, Joseferson de Jesus, o acompanhamento das chuvas passa a ser em tempo real com os pluviômetros automáticos. "As leituras eram de forma manual, ou seja, tínhamos que ir até o ponto do medidor. Agora, temos um sistema automático, por meio de mapa interativo ligado ao site do Cemaden", acrescenta o coordenador.

Os pluviômetros automáticos se conectam aos servidores do Cemaden e transmitem dados dos acumulados de chuva, em milímetros, a cada 10 minutos, sendo, então, processados e disponibilizados para a Sala de Situação do Cemaden em plataforma especializada desenvolvida pelo Centro. Por outro lado, caso não esteja chovendo, o pluviômetro se conectará apenas uma vez a cada hora, enviando o acumulado de 0 milímetro dos últimos 60 minutos.

Joseferson destaca, também, que a leitura, automática e simultânea, proporcionará a classificação das ocorrências a partir do nível de chuva identificado na localidade. "Será possível dar uma resposta mais rápida aos pontos vulneráveis em chuvas fortes, por exemplo", frisa.

A instalação dos equipamentos nessa época do ano irá favorecer ações preventivas para redução de desastres em áreas de risco. "Já estamos nos preparando para o ciclo de chuvas fortes que inicia em dezembro", pontua o coordenador.

O pluviômetro automático faz parte de um projeto nacional, em que os dados também são relevantes como variáveis de entrada em modelos hidrológicos e geodinâmicos utilizados para a previsão de vazão – nível do rio e fator de segurança para estabilidade de encostas, estes essenciais para a análise de risco.

A inserção de Macaé no projeto segue as seguintes diretrizes: lista de 821 municípios considerados prioritários para gestão de risco de desastres naturais no âmbito do Plano Nacional de Gestão de Riscos e Respostas a Desastres; município monitorado pelo Cemaden; demandas registradas voluntariamente pelas cidades por meio de agentes de Defesa Civil; cobertura de sinal GPRS; disponibilidade de espaço físico adequado para instalação do equipamento, normalmente cedido por uma instituição parceira em local público; histórico de desastres naturais.

Mapa Interativo

Os dados gerados pelos pluviômetros automáticos estão disponíveis para a sociedade por meio do Mapa Interativo, acessível pelo website do Cemaden. O Mapa Interativo apresenta os ícones de cada equipamento, conforme sua localização, com um rótulo do acumulado pluviométrico das últimas 24 horas. Cada ícone conduz o usuário aos gráficos individuais do equipamento.

É possível fazer o download da série histórica de dados dos equipamentos, ou período de interesse, para posterior manipulação dos dados conforme as diferentes necessidades. Os dados disponibilizados via Mapa Interativo são brutos, ou seja, não passaram por nenhum tratamento; logo, pode haver inconsistência.

A Defesa Civil segue em prontidão e pode ser acionada pelos números 199 e 2793-3846 (Glicério).

+ Mais Notícias