Prefeitura Municipal de Macaé

Secretaria de Ordem Pública

Projeto Praia para Todos segue até abril

2017-02-12 15:44:00 - Jornalista: Catarina Brust
Compartilhe:  
Imagem de cadeirante entrando na água sendo auxiliado por agentes da Defesa Civil
Foto: Guga Malheiros
Projeto acontece todos os domingos no posto um dos Cavaleiros

Todo domingo, Fábio Alves, 42 anos, tem um compromisso. Ele sai do bairro Lagomar, de ônibus, e chega à praia dos Cavaleiros para tomar um banho de mar. Parece simples, não é? Só que Fábio é cadeirante e, com o Projeto Praia Para Todos, ele pode retomar essa atividade que não fazia há dez anos. A terceira edição do projeto começou em janeiro (29) e vai até abril, com o objetivo de tornar a praia local acessível e promover a inclusão para cadeirantes e pessoas com limitações físicas.

O projeto acontece todo domingo das 8h às 14h, no posto um da praia dos Cavaleiros, e é promovido pela prefeitura, por meio da Secretaria de Defesa Civil, em parceria com o Centro Independente de Vida (CVI). Seis funcionários da Secretaria de Defesa Civil e voluntários participam da condução do projeto. Eles receberam treinamento para assistir os participantes.

Esteiras são montadas na areia para facilitar a chegada das pessoas até o mar. Para a entrada na água, uma cadeira anfíbio com três rodas que flutuam é utilizada. O banho é assistido por profissionais da Defesa Civil.

- Só deixei de vir duas vezes, desde a segunda edição do projeto que venho realizar esse sonho. Aqui fiz amizades e me tornei voluntário. Sou do Rio e estou em Macaé há seis anos – explicou Fábio Alves que também é atleta do time de basquete sobre rodas de Macaé.

O coordenador do projeto Praia Para Todos, Douglas Werner, ressaltou que o principal objetivo é a inclusão. "Muitas pessoas que não vinham à praia há mais de 10 anos, estão podendo tomar seu banho de mar. Outros também vêm para ver e conversar. O projeto também tem esse lado de inclusão social, da socialização do cadeirante que tem um local para vir aos domingos das 8h às 14h", contou, acrescentando que o melhor é que o interessado em participar do projeto chegue cedo, pois assim pode aproveitar mais.

O projeto, uma parceria com o Centro de Vida Independente (CVI), teve início em 2015 e está na terceira edição. Para participar não é preciso fazer inscrição, basta se dirigir ao local do projeto. Menores de idade devem estar acompanhados por um responsável.

+ Mais Notícias
Busca

Destaque