Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda

Cipar: Ministério da Pesca vai avaliar instalação de um centro em Macaé

2011-04-15 17:37:12 - Jornalista: Catarina Brust
Compartilhe:  
Foto: Divulgação
Desenvolvimento Econômico e Pesca se encontraram com secretário executivo do MPA em busca de ações para o município

Após encontro em Brasília (DF), com representantes da Prefeitura de Macaé, uma equipe de técnicos do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) virá ao município avaliar a instalação de um Centro Integrado de Pesca Artesanal (Cipar), numa área da Nova Holanda. O encontro contou com a presença do secretário de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico, Cliton da Silva Santos, o deputado federal Adrian (PMDB-RJ), o subsecretário de Pesca, José Carlos Bento, o gerente do PAC no município, Vladimir Paschoal Macedo e o Secretário-Executivo do Ministério da Pesca e Aquicultura, José Evaldo Gonçalo.

Durante a reunião ficou acordado que o grupo responsável pela implantação do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2) em Macaé, que atua na obra de infraestrutura do bairro, vai auxiliar o grupo do MPA na construção do projeto arquitetônico do Cipar.

O objetivo dos representantes do governo municipal e do deputado federal foi apresentar a realidade do setor pesqueiro de Macaé ao Ministério da Pesca, viabilizando a implantação de novos projetos como o Cipar e de uma agência avançada da Superintendência da Pesca para atender os pescadores da região.

- Em contrapartida, a prefeitura vai retirar o desembarque de pescado do cais do Mercado Municipal, levando a atividade para uma área na Nova Holanda, integrada ao PAC 2 e que contará também com um Terminal Pesqueiro. Já existe por parte da subsecretaria de Urbanismo um projeto de mobilidade para a construção do terminal, que retiraria a atividade da área central. Este é um sonho antigo da comunidade de pesca de Macaé e o Cipar contempla toda infraestrutura necessária para que os pescadores possam exercer a atividade com conforto – explicou o secretário de Desenvolvimento Econômico e Tecnológico.

Já o subsecretário de Pesca, a iniciativa proporciona um avanço para a atividade em Macaé.

- Com o entendimento da necessidade de implantação do Cipar e de uma agência avançada, poderemos oferecer o apoio logístico e material para que os pescadores não tenham mais necessidade de se deslocar para o Rio quando precisarem fazer o seu cadastro e de suas embarcações. Com a instalação do Centro Integrado teremos uma infraestrutura completa que beneficiará a atividade da pesca em Macaé e região, agregando mais valor ao produto final - explica.

O deputado federal Adrian lembra que, além da exploração de petróleo em alto-mar, a pesca é outra atividade importante para a economia do município.

- O setor já foi a principal fonte de renda do município e temos, hoje, cerca de 12 mil pessoas em Macaé que vivem direta e indiretamente da atividade pesqueira. Nossa preocupação é resgatar a importância da pesca no município, trazendo melhorias para o setor, com ações pontuais para que os pescadores possam exercer sua profissão de forma digna e com uma melhor infraestrutura. É isso que estamos buscando aqui em Brasília em reuniões com o Ministério da Pesca -, declarou Adrian.

O que é o Cipar

O Cipar é um dos projetos do MPA para a implantação de uma rede estratégica e regionalizada de infraestrutura de pequeno e médio portes, para o desenvolvimento e o bom funcionamento das cadeias produtivas aquícola e pesqueira. Os Cipars são estruturas com espaço para trânsito e estocagem de cargas, fábricas de gelos, salas de manutenção de equipamentos, centro de comercialização de pescado e espaço para formação profissional e educacional para pescadores e suas famílias.

De acordo com o ministério, a rede integrada visa contribuir com a organização da produção aquícola e pesqueira nacional e promover o aproveitamento integral e diversificado do pescado, a agregação de valor e a qualificação – inclusive sanitária – de produtos e subprodutos.

+ Mais Notícias