Prefeitura Municipal de Macaé

Secretaria Municipal de Cultura

Autor premiado lança livro na biblioteca pública

2018-09-27 18:45:00 - Jornalista: Andréa Lisboa
Compartilhe:  
Foto do interior da biblioteca.
Foto: Bruno Campos e João Barreto
Sagração da Primavera Literária prossegue nesta sexta, na biblioteca

Os frequentadores da Biblioteca Pública Municipal Dr. Télio Barreto, no Centro, tiveram um dia especial nesta quarta-feira (26), durante a celebração da ‘Sagração da Primavera Literária’, evento que continua até sexta-feira (28). A programação foi aberta pela Orquestra Popular de Macaé (OPM) e seguiu com sarau de poesia do grupo ‘Língua do P’. À noite, o autor macaense que conquistou o primeiro lugar no prêmio Rio de Literatura 2016 na categoria Novos Talentos, Tiago Franco, foi entrevistado pelo jornalista e poeta, Gerson Dudus, no palco da biblioteca. Depois, o escritor que também é psicanalista respondeu a perguntas dos presentes.

Uma instalação artística fez o público experimentar sensações visuais, olfativas e táteis da Primavera. Os poetas do ‘Lingua do P’ também participaram do bate-papo descontraído com o escritor que falou do seu livro anterior ‘Onde os paranóicos fracassam’ e de sua trajetória no processo de criação literária até o seu mais recente trabalho, 'Tão fútil e de tão mínima importância', pela editora Garamond. O lançamento deste livro em Macaé inaugurou o projeto ‘Escritor encontra leitor’ da Secretaria Municipal de Cultura para as bibliotecas públicas municipais.

O secretário da pasta, Thales Coutinho, durante o evento, falou sobre os projetos que começaram a ser implementados nos espaços culturais públicos do município com o objetivo de estimular à leitura e formar público para o setor cultural. “Esta é a nossa intenção como poder público, promover o hábito da leitura e estimular a participação de todos”, frisou.

A diretora da Biblioteca Dr. Télio Barreto, Juçara Pereira, disse que o atual conceito de biblioteca é de um espaço de convivência que comporte todas as artes. Por isso, mensalmente as bibliotecas públicas municipais promoverão novos projetos. O ‘Concerto Literário’, que consiste em apresentações musicais; o ‘Circuito Era uma vez’, de ‘contação’ de histórias com a participação de autores, e oficinas. Todos esses projetos estão dando a largada esta semana, durante a 'Sagração da Primavera Literária'. As primeiras oficinas são de Ikebana e de Haikai. Mas já estão sendo planejadas as de ‘Contação’ de Histórias e de Dança de Salão.

Juçara observou que, funcionando recentemente na rua Teixeira de Gouveia, 641, antiga Igreja Batista, próxima ao centro comercial, houve modificação e crescimento do público. “As pessoas que passam por aqui estão com um pouco mais de disponibilidade, às vezes durante um período de compras. Com isso, estamos começando a perceber que o nosso público está mudando e aumentando. Tem acontecido até de mães deixarem os filhos em nosso espaço infantil enquanto fazem compras. Atualmente o nosso maior movimento está no setor de empréstimos de literatura estrangeira e nacional. Não somos apenas um espaço para pesquisa estudantil ou de estudo, suprindo carências das bibliotecas escolares. Hoje recuperamos a nossa identidade”, enfatizou.

Segundo a diretora, nos últimos dez anos as bibliotecas vêm perdendo o público de estudantes em decorrência da popularização da internet. Agora elas estão deixando esta função de apoio ao ensino e à aprendizagem e passando a cumprir a sua verdadeira função que é incentivar a leitura de lazer em todas as faixas etárias. Os projetos com este objetivo serão levados para todas as bibliotecas municipais, incluindo as da Região Serrana. Nesta nova fase, a Biblioteca Dr. Télio Barreto está montando um acervo de partituras musicais, com a colaboração de músicos da cidade.

Para usufruir das bibliotecas basta apresentar documento original de identidade e de comprovação de residência e entregar uma foto 3 por 4. O livro ficará com o leitor até quinze dias. Este período poderá ser renovado, caso o título não esteja reservado para outro usuário. A Dr. Télio Barreto funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. Seu acervo atual é composto por cerca de 30 mil títulos. No bairro Aeroporto, a Biblioteca Professora Tarsila Poiares Carneiro da Silva está localizada na praça principal e fica aberta das 8h às 17h. Também na Praça das Malvinas, a unidade funciona as terças e quintas-feiras, das 8h às 17h. Já na Região Serrana, a Biblioteca Pública Municipal Professora Henriqueta da Costa Marotti se localiza na rua principal do distrito de Glicério e funciona de segunda a sexta, das 8h às 17h.

'Sagração da Primavera Literária' - Nesta quinta-feira (27), as atividades tiveram início às 15h. Desta vez a proposta foi uma oficina de Ikebana, uma palavra japonesa que significa 'vivificação floral' e tem tudo a ver com a estação da flores. A técnica ensinada é uma arte no Japão. Ela se baseia em regras simbólicas de montagem de arranjos florais. Na sexta-feira (28), às 18h, vai haver uma oficina de Haikai, também uma arte japonesa. O haikai é um curto poema, de apenas três linhas, que busca registrar, como em uma fotografia uma sensação, imagem mental, ou ideia. A natureza é uma das principais inspirações para o haikai. Esta arte propõe uma observação ampla e depois um olhar mais detalhado, até a captura do resumo do conceito.

+ Mais Notícias