Prefeitura Municipal de Macaé

Secretaria de Ambiente e Sustentabilidade

Parque Atalaia recebe movimento Mães Orgânicas

2018-04-09 15:54:00 - Jornalista: Equipe Secom
Compartilhe:  
Foto de pessoas pintando
Foto: Divulgação
Oficina do curso de pintura intuitiva foi realizada neste sábado

Na manhã deste sábado (07), o Parque Atalaia recebeu famílias integrantes do movimento Mães Orgânicas para a oficina do curso de pintura intuitiva, ministrada pelo artista e designer ilustrador Jhon Bermond. A atividade foi feita com tintas naturais, extraídas da natureza.

Segundo Jhon Bermond, o objetivo da oficina foi resgatar a pintura ancestral, com tintas que, por serem naturais, não são tóxicas. "Foi ministrado também conteúdos de alimentação natural, com valorização de produtos orgânicos, de mais vida e saúde, via contato com a natureza", informou.

A Mãe Orgânica (projeto Mães Orgânicas em movimento), composto por 20 mulheres que se reúnem de dois em dois meses, visa incentivar outras mães a consumirem produtos e serviços sustentáveis à vida no planeta.

- Queremos evitar alimentos com agrotóxicos e transgênicos. Buscamos preservar a água na Terra, o que acontece com a valorização de alimentos orgânicos, biológicos e naturais - informa Sumara Katruch, idealizadora do movimento Mães Orgânicas, gestora de Educação a Distância pela Universidade Federal Fluminense (UFF).

Segundo Sumara, deve-se focalizar a biodiversidade, com multiplicação de valores de um mundo vivo, onde a vida seja preservada. O projeto valoriza a indústria e a agricultura alternativa. Ela idealizou o movimento das mães orgânicas quando teve seu filho João, que hoje tem três anos. "Logo, me preocupei com a humanidade, a começar pela nutrição do ser humano", justifica.

Ela explica que o lema do movimento Mães Orgânicas é "escolhas que preservam a vida", em que as preferências alimentares estão relacionadas à proteção da vida no planeta Terra."Sempre desenvolvemos projetos como plantio de árvores", pontua.

Também já realizaram oficina de jardinagem no Parque Atalaia, ação que contou com as orientações do engenheiro agrônomo da Prefeitura de Macaé, João Carlos Flores.

Exemplo para gerações futuras

De acordo com a nutricionista Alessandra Paravidino, presente à oficina no Parque Atalaia, o curso uniu o que mais gosta: artes plásticas e nutrição. "Na condição de mãe orgânica me preocupo com o ambiente e com as futuras gerações. Assim, sinto que plantei uma sementinha em minha filha (Manuela, de cinco anos de idade), que também estava no curso", contou.

Já a mãe orgânica Cynthia Cerdone disse que admira conceitos como reutilização e reaproveitamento de uma forma natural. "Sinto que faço a minha parte por transmitir o melhor para minha filha Mariana, de três anos, também presente na oficina. Ela vai disseminar tudo que tenho lhe transmitido", enfatizou.

As mulheres interessadas em participar do movimento Mães Orgânicas podem buscar informações pelo telefone (22) 99919-3470.

+ Mais Notícias
Busca

Destaque